Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Campanha de doação de sangue em Parauapebas excede expectativa

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Segundo Ana Valéria Amorim, Biomédica, coordenadora da campanha de doação de sangue, o perfil dos doadores é bem diversificado, com destaque às mulheres que tem aumentado o número de doadoras entre elas; além dos jovens que tem comparecido ás campanhas; e os doadores fidelizados que em todas as campanhas são participativos.

O material coletado é estocado no HEMOPA/Marabá onde é feita toda sorologia sendo depois disponibilizado para todos os municípios das regiões sul e sudeste do Estado, inclusive Parauapebas que recebe toda semana estoque sendo reabastecido sempre que necessário ao exceder as 150 transfusões médias mensais que ocorrem no Hospital Municipal em cirurgias, acidentes e patologias como, por exemplo, anemias e palacemia.


A validade das bolsas é de apenas 35 dias após a coleta, tendo que ser consumida neste período, motivo que se faz necessário o compartilhamento com outros municípios.

A segunda campanha deste ano deverá acontecer conforme determinação do HEMOPA Belém que ainda não definiu a data; outros municípios das regiões sul e sudeste são comtemplados com apenas uma campanha por ano, sendo Marabá o único a realizar coletas diárias.

Valéria Amorim, conta que mesmo assim falta material na região e o socorro vem de Belém. “Isso ocorre em todo o país quando o índice de doadores cai, prejudicando o atendimento emergencial”, admite Valéria, contando que ainda há muitos tabus que impede o número no aumento de doadores e cita a crendice que dói, engorda, engrossa o sangue. Mas garante que nada disso acontece.

Reportagem e fotos: Francesco Costa – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também