Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Campanha “Janeiro Branco” tem atividades encerradas no Nova Carajás

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Na tarde desta sexta-feira, 31, a Prefeitura Municipal de Parauapebas, através da Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA), e do Centro de atenção Psicossocial (CAPS), realizou uma linda festa, no lago do Nova Carajás, encerrando as ações do JANEIRO BRANCO, com o tema: Quem cuida da mente, cuida da vida.
Estiveram presentes o gestor da pasta da Saúde de Parauapebas, Gilberto Laranjeiras, o Secretário de Saúde adjunto, Paulo Vilarinhos, a Banda da Guarda Municipal de Parauapebas, diretores e gerentes da área de saúde, políticos locais, populares, usuários do CAPS e imprensa local.

Na ocasião, a equipe do departamento de Educação na Saúde e Humaniza SUS em parceria com o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), realizou uma blitz educativa sobre saúde mental, abordando pedestres que passavam pela local.


“Hoje é apenas o encerramento da campanha Janeiro Branco, porém nossas unidades especialmente o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), estão de portas abertas o ano inteiro para quem precisa”, ressalta a coordenadora do CAPS, Rosângela Pereira de Souza.

“O primeiro mês do ano traz sentimentos de motivação para a maioria das pessoas, e não há momento ideal para se ter um maior cuidado com o bem-estar psíquico. Durante o mês de janeiro, realizamos ações voltadas ao bem-estar da saúde mental e mesmo com o encerramento, iremos manter atividades para que a pessoa que necessitar de uma atenção especial tenha em nós portas abertas. Nosso prefeito Darci Lermen nos garante todo respaldo para que os munícipes tenham uma saúde física e mental de qualidade “, diz o secretário de saúde, Gilberto Laranjeiras.

 

Sobre o Janeiro Branco

O Brasil está no 11º lugar do ranking de países mais ansiosos do mundo: são 13,2 milhões de pessoas com algum transtorno de ansiedade no País. A campanha “Janeiro Branco” foi criada em 2014, pelo psicólogo mineiro Leonardo Abrahão.

O objetivo é chamar atenção para a saúde mental e promover conhecimento e compreensão sobre temas como depressão, ansiedade e fobias. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), uma a cada quatro pessoas vai sofrer com algum transtorno mental durante a vida.

Só a depressão afeta mais de 300 milhões de pessoas em todo mundo, além de ser a principal causa de incapacidade. Mesmo assim, ainda de acordo com a OMS, os investimentos dos países no tratamento não correspondem à alta demanda.

Um dos principais focos da campanha — que conta com palestras, rodas de conversa, distribuição de folhetos informativos, entre outras ações em diferentes estados brasileiros — são os jovens. De acordo com os idealizadores, nos últimos três anos o número de atendimentos no SUS a jovens com depressão aumentou 118%.

A escolha do mês de janeiro não é por acaso. Segundo o criador da campanha, o período de fim de ano e início de um novo pode causar ou aumentar a ansiedade pela frustração de não ter cumprido metas ou anseio por mudanças.

Embora seja liderada por psicólogos e outros profissionais da área, a ideia é que, aos poucos, uma cultura da saúde mental seja fortalecida e disseminada na sociedade brasileira, com a quebra de preconceitos sobre o assunto.

Publicidade

Veja
Também