Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Canaã recebe ações para garantir direitos de crianças e adolescentes

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Grupo de professores e alunos da zona rural de Canaã dos Carajás participam, na Vila Planalto, de formação sobre sexualidade na adolescência, combate à violência sexual infanto-juvenil e protagonismo juvenil. A turma foi iniciada na semana passada e faz parte de projeto desenvolvido pela Agência de Desenvolvimento de Canaã com o apoio da Vale, que visa fortalecer as ações do Comitê Municipal de Enfrentamento da Exploração Sexual de Crianças Adolescentes e ampliar o conhecimento sobre a temática. A próxima capacitação acontece na ultima semana deste mês.

Além da formação, um encontro reuniu na semana passada, em Canaã dos Carajás, representantes do Fórum e Promotoria de Justiça, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Poder Público, Conselho Tutelar e Conselho Municipal da Criança e do Adolescente, Centro de Referência e Centro Especializado de Assistência social (CRAS e CREAS) e Casa Abrigo. Durante o evento, a temática foi abordada pela bióloga, mestre em Educação e especialista em sexualidade humana,  Stella Maris Brasil


Por meio do projeto, serão realizados treinamentos, campanhas e elaboração de material para mobilização de comunidades sobre o assunto. O treinamento mobilizou 30 profissionais da educação e 20 adolescentes da comunidade da Vila Planalto, que deverão formar grupo de protagonistas, para atuar na sensibilização e engajamento de famílias no combate ao crime de exploração e violência  sexual.

Com o apoio da Vale, vem sendo realizadas no município várias ações como, como a construção de metodologias e material para apoio didático e pedagógico em sala de aula, sobre o combate ao abuso e exploração sexual e a formação de professores e profissionais das unidades básicas de saúde, por meio da Fundação Vale. Além disso, foi construído o primeiro Conselho Tutelar referência no Brasil, a unidade integrada Propaz, que  reúne Polícia Militar, Civil, Corpo de Bombeiros e local para as ações de prevenção e garantia dos direitos da infância também com recursos da Vale, por meio do projeto Ferro Carajás S11D.

Disque 100

Em caso de suspeita de exploração sexual, denuncie ao Conselho Tutelar. O Conselheiro Tutelar faz o primeiro atendimento nos casos de violação de direitos de crianças e adolescentes ou Disque 100 a ligação é gratuita e sigilosa e você pode acompanhar a denúncia pelo número de protocolo.

A exploração sexual acontece quando crianças e adolescentes, de 0 a 18 anos são usados sexualmente em uma relação de troca comercial, quando envolve dinheiro. Ou ainda, não comercial quando evolve a troca por drogas, bebidas, alimentos, roupas, presentinhos ou bens e favores.

Publicidade

Veja
Também