Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Carga de madeira é apreendida em Parauapebas pela Polícia Civil

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Não é a primeira vez que madeira de procedência desconhecida e ilegal é apreendida em Parauapebas, fato que, segundo o delegado Tiago Carneiro, acontece com certa frequência e só não tem dado publicidade para não atrapalhar as investigações.

Desta vez, por força de denúncia, foi preso em flagrante Geraldo Pires Lima por crime ambiental. De acordo com informações colhidas na 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil de Parauapebas, o suspeito estava trafegando na rodovia Faruk Salmem com uma carga de madeira ilegal e sem autorização dos órgãos competentes.


Apresentado o flagrado disse não ser dono da mercadoria e ter apenas sido incumbido do transporte. Outros detalhes são mantido em sigilo de justiça para não atrapalhar as investigações.

O veículo com a madeira, agora objeto do crime, estão à disposição no pátio da 20ª Seccional e Geraldo Pires detido na cadeia pública local, enquanto se conclua as investigações que deverá incriminar todos os envolvidos no esquema.

Flagrante recente – Em abril do ano passado sete caminhões com 28 toras de madeira sem licença para transporte foram apreendidos no município de Parauapebas, sudeste do Pará. A apreensão foi realizada por policiais civis de Belém, que realizam operações na região de prevenção e combate a crimes, e da Seccional Urbana de Parauapebas.

Os veículos foram apreendidos em duas estradas vicinais conhecidas como Garimpeiros das Pedras e do Rio Preto, situadas a 10 km da rodovia principal. A apreensão aconteceu no momento em que a equipe de investigadores de Parauapebas levantava informações sobre um crime ocorrido na cidade. Eles descobriram que havia caminhões posicionados estrategicamente nas estradas, com toras de madeira. Diante disso, duas equipes, coordenadas pelo delegado Marcos Lemos, se deslocaram ao local e descobriram, inicialmente, um caminhão abandonado com três toras de madeira. Mais adiante, os policiais encontraram outros quatro caminhões e uma caminhonete, onde estavam cinco pessoas, que, segundo a polícia, tomavam conta dos veículos.

Outros dois caminhões surgiram logo em seguida no local e também foram apreendidos com madeira da essência castanheira, que é protegida por Lei. Cada veículo transportava uma média de 3 a 5 toras de madeira. Enquanto os policiais estavam na estrada, apareceu o madeireiro conhecido por Macarrão, que se identificou como dono de quatro dos caminhões apreendidos. Os veículos com as madeiras foram levados, em comboio, para a Seccional Urbana da Polícia Civil, em Parauapebas.

Reportagem: Francesco Costa – Da redação do Portal Pebinha de Açúcar

Fotos: Divulgação / Polícia Civil

 

Publicidade

Veja
Também