Casa da Cultura em Canaã retoma atividades presenciais de forma gradual

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Nove meses após o início da pandemia do Coronavírus, a Casa da Cultura de Canaã dos Carajás retoma as atividades presenciais de forma adaptada a partir desta terça-feira (08). A maioria da programação, como palestras e contação de histórias, seguirá no formato on-line. Porém, duas oficinas serão realizadas presencialmente na sede de instituições parceiras: a de esculturas com reciclados e a de aquarela.

A primeira ocorrerá no período de 08 a 11 de dezembro, no Centro de Atendimento Educacional Especializado – CAEE Viver e Conviver, com o oficineiro Afonso José da Silva Camargo.


Já a segunda oficina, que ensinará técnicas de aquarela para adultos e crianças, será realizada entre os dias 15 e 18 deste mês, na Associação Cultural Recreativa Educacional da Criança e da Família em Situação de Risco – Acrescer, pela artista plástica Sumica Miyashiro Iwamoto.

Para se inscrever nas oficinas basta enviar mensagem ou ligar para um desses números: (94) 99160-8186 e (94) 99220-3451.

 Oficinas virtuais

Neste mês, outras duas oficinas e uma palestra ocorrerão no formato on-line. A oficina de artesanato em fibra de jupati, matéria-prima extraída do jupatizeiro, comum no município de São Sebastião da Boa Vista, no arquipélago do Marajó, será transmitida via WhatsApp, no período de 08 a 11 de dezembro, sempre às 20h.

Durante os encontros, a artesã Socorro Ferreira, do grupo Arte em Fibra de Jupati, vai mostrar passo a passo como se faz um colar com essa fibra, do início da tecitura até o acabamento da peça.

A segunda oficina virtual terá como foco um dos elementos mais tradicionais do Círio de Nossa Senhora de Nazaré: o brinquedo de miriti. De 15 a 18 de dezembro, o artesão Ivan Teixeira ensinará aos participantes as técnicas de manuseio do talo da palmeira, como corte, lixagem e pintura.

Artesanato em miriti

Além de ser tema de uma das oficinas virtuais da Casa da Cultura, o brinquedo de miriti também será abordado na programação de dezembro pela pesquisadora Jaqueline Souza, da Universidade Federal do Pará – UFPA.

Dividida em duas partes, a primeira realizada no dia 07 e a segunda no dia 14, a palestra “Miriti: matéria de expressão popular” contextualizará a produção dos brinquedos e a importância destes para a economia ribeirinha do município de Abaetetuba, onde eles são produzidos. Terá, ainda, uma parte prática para ensinar a fazer as miniaturas dos brinquedos.

Casa da Cultura de Canaã

O espaço cultural, criado e mantido pela Vale e que agora integra o Instituto Cultural Vale, desempenha papel de guarda e registro do acervo histórico do município, e de difusor cultural na região. Nesse sentido, promove exposições, exibições de filmes, clubes de leitura, contações de história, espetáculos de música, dança, circo e teatro, além de manter uma escola de música e dança, onde crianças e jovens têm a oportunidade de participar, de forma gratuita, de aulas de ballet clássico, canto, violão, flauta doce, musicalização infantil e percussão tradicional paraense.

Sobre o Instituto Cultural Vale

O Instituto Cultural Vale é um instrumento de transformação social com o propósito de democratizar o acesso e fomentar a arte, a cultura e o desenvolvimento das expressões artísticas regionais. Com o objetivo de gerar impacto positivo na vida das pessoas e construir um legado para futuras gerações através da produção cultural, tem, sob sua gestão, mais de 60 projetos criados, apoiados ou patrocinados pela Vale em mais de 50 municípios brasileiros em 2020. Dentre eles, uma rede de espaços culturais próprios com visitação gratuita, atuação junto a escolas e organizações sociais, com identidade e vocação únicas, como a Casa da Cultura de Canaã dos Carajás (PA) e ainda, o Memorial Minas Gerais Vale (MG), Museu Vale (ES) e Centro Cultural Vale Maranhão (MA). 

Serviço

Palestra

“Miriti: matéria de expressão popular”

Quando: 07 e 14 de dezembro, às 20h, via WhatsApp

Ministrante: Jaqueline Souza (UFPA)

 Oficinas

Artesanato em fibra de jupati

Quando: 08, 09, 10 e 11 de dezembro, às 20h, via WhatsApp

Oficineira: Socorro Ferreira (Grupo Arte em Fibra de Jupati)

 Aquarela

Quando: 15, 16, 17 e 18 de dezembro, no período vespertino

Local: Acrescer – Associação Cultural Recreativa Educacional da Criança e Família em Situação de Risco (Avenida Brasil, nº 168, bairro Brasil Novo, Canaã dos Carajás)

Oficineira: Sumica Miyashiro Iwamoto

 Brinquedos de miriti

Quando: 15, 16, 17 e 18 de dezembro, às 20h, via WhatsApp

Oficineiro: Ivan Teixeira (Asapap)

Esculturas com reciclados

Quando: 08, 09, 10 e 11 de dezembro, no período matutino

Local: CAEE Viver e Conviver (Rua do Mogno, nº 365, bairro Estância Feliz, Canaã dos Carajás)

Oficineiro: artista plástico Afonso Camargo Fona

Inscrições via WhatsApp: (94) 99160-8186 e (94) 99220-3451.

veja também