Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Casa do Cidadão conclui reforma de prédio, mas só retorna para Rio Verde no início de setembro

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Com as estruturas físicas comprometidas, a Casa do Cidadão, localizada no Bairro Rio Verde, foi submetida a mais uma reforma. O prédio foi desocupado no mês de agosto do ano passado e o Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC) passou a emitir RG, Carteira de Trabalho, Alistamento Militar e outros documentos nas instalações da nova Feira do Produtor, às margens da Estrada Faruk Salmen, em Parauapebas.

“A parte civil da reforma já está pronta, mas falta a ligação do sistema de internet, e isso depende do Prodepa, que deverá disponibilizar fibras para que o serviço seja feito com qualidade”, explica Denis Assunção, coordenador do SAC, detalhando que a Casa do Cidadão recebeu melhorias também na parte física, o que trará a sensação de mais espaço e mais comodidade para os usuários.


Quanto ao espaço provisório na Feira do Produtor, onde funciona há onze meses o SAC, Denis reconhece não ter a mesma comodidade, pois foram adaptadas salas distintas, tornando o órgão fragmentado. “Mas fizemos o possível para minimizar o desconforto, ampliando o atendimento e acelerando a entrega de documentos”, contemporiza o coordenador, acrescentando que o retorno para o Rio Verde será com melhorias, sendo uma delas a informatização do sistema de senha com videochamada.

Demora na retirada – Mesmo com a celeridade na emissão e entrega de documentos, a população tem deixado acumular documentos emitidos. Exemplo da Carteira de Trabalho e Previdência Social, cuja entrega prevista diminuiu de 40 para 15 dias. No entanto, as pessoas requerem os documentos e não vão retirá-los, o que gerou um acúmulo de pelo menos duas mil carteiras.

Para que o problema seja amenizado, o SAC estendeu o atendimento, adiando o recesso dos servidores que trabalharam até a última terça-feira (18), com avisos nas redes sociais e veículos de comunicação com chamamento para que as pessoas procurassem a unidade e retirassem o documento, mas, mesmo assim, apenas cerca de 200 pessoas foram buscar os documentos. “Agora, só voltaremos a entregar os documentos quando retornarmos do recesso, no início de agosto”, afirma Denis Assunção.

Reportagem: Francesco Costa / Fotos: Douglas Camargo | Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também