Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Centenas de trabalhadores buscam emprego no Sine

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Desde as 6 horas da manhã de sexta-feira (3), a porta da agência do Sistema Nacional de Emprego (Sine), em Parauapebas, esteve movimentada pela presença de, pelo menos, 700 trabalhadores que esperavam conseguir uma senha para cadastrar e concorrer a uma das vagas de emprego em empresa que estaria anunciando obras no município.

Anúncio antecipado atraiu a aglomeração de desempregados, mas, até o meio dia, as vagas não estavam disponíveis no sistema do órgão.


De acordo com a coordenação do Sine, as vagas existem, mas ainda serão colocadas no sistema, depois que concluir o trâmite necessário junto ao Ministério do Trabalho.

“Existem as vagas, cuja relação foi repassada para o Sine na tarde de quinta-feira, mas ainda iremos colocar no sistema devido a uma pendência que a empresa tem com o Ministério do Trabalho, que precisa ser dado baixa. Após isto, as vagas serão disponibilizadas”, afirmou Bras Mendonça, coordenador do Sine.

Para amenizar a situação, a repartição pública entregou senhas e permitiu a entrada dos desempregados para iniciar o cadastro para as vagas, que são para soldador, soldador mig, soldador de chaparia, pintor, mecânico montador, armador, ajudante e pedreiro.

 

O próximo passo agora, depois de liberada a situação da empresa e cadastradas as vagas no sistema, será encaminhar os trabalhadores com perfil de acordo com a demanda para que a empresa faça a seleção, sendo 3 trabalhadores por vaga, o que significa que 420 serão encaminhados para entrevista.

“Aquele que tiver melhor perfil será absorvido pela empresa”, simplifica Bras Mendonça.

Quanto às contratações, o cordenador explica que tem melhorado neste segundo semestre do ano, quando empresas têm absorvido parte da mão de obra ofertada.

“Isso é muito relativo, pois tem semana que há maior procura por mão de obra, assim ocorrem muitas contratações”, avalia Bras, dando conta de que desde a semana passada está havendo várias contratações que, somadas com as agora disponibilizadas, se aproximarão de 500, além de outras empresas que estarão contratando nos próximos dias.

Ele garante que o desemprego não está em alta, como esteve no primeiro trimestre deste ano.

Reportagem: Francesco Costa | Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também