Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Centro de Distribuição dos Correios sofre incêndio em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Um incêndio cujas causas ainda não foram apuradas, mas conforme as imagens cedidas pelo Corpo de Bombeiros Militar do Pará (CBMPA), não deixa dúvidas que as perdas foram significativas. O caso ocorreu na tarde desta sexta-feira (19) no Centro de Operações dos Correios (CDD / Parauapebas), localizado no Bairro Beira Rio.

De acordo com o sargento bombeiro militar J. Santos, quando a guarnição chegou ao local, acionada por servidores dos Correios, havia muita fumaça, e após arrombarem o portão dos fundos do depósito, notou tratar-se de um incêndio bastante alastrado. O primeiro passo, conforme narrado pelo bombeiro, foi dissipar a fumaça e em seguida, controlar o incêndio com a diminuição das chamas; como de praxe, foi feito o rescaldo para verificar possibilidades de o incêndio ser retomado. “Naquele espaço os Correios armazenam diversos tipos de materiais, entre eles, papel, plástico, acrílico, todos estes, se expostos a determinada temperatura, são inflamáveis”, descreve J. Santos, dizendo ter orientado a administração daquela unidade a manter o local isolado e acionar, se necessário, a Polícia Militar para resguardar o local.


Sargento J. Santos – Corpo de Bombeiros

 

A respeito da real causa do incêndio, o militar diz que só uma perícia especializada irá indicar, depois de uma investigação com expertise, já que o que se tem são apenas vestígios.

A equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar foi até ao local e tudo, externamente, parece normal. Veículos do serviço de encomenda SEDEX estão recebendo mercadorias e saindo às entregas. Porém, nenhum funcionário fala a respeito do ocorrido.

Nossa equipe manteve contato por telefone com um dos coordenadores daquela unidade, de prenome Lucivaldo; este, perguntado sobre a dimensão do prejuízo, disse apenas que não se tem ainda nenhuma declaração sobre o caso. A respeito das causas do incêndio, ele disse esperar o resultado da perícia que deverá ser feita. Quanto ao prejuízo para os clientes que, porventura tenham tido suas encomendas queimadas, Lucivaldo disse que os Correios indenizam dentro do que preconiza sua política para situações como esta.

 

Reportagem: Francesco Costa / Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também