Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Chuva de granizo é registrada em Curionópolis

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Durante a tarde da última quinta-feira (8), por volta das 15h00, moradores do município de Curionópolis, que fica localizado a cerca de 30km de Parauapebas, foram surpreendidos com uma chuva de granizo.
De acordo com moradores mais antigos, o fenômeno foi registrado pela última vez em Curionópolis há cerca de 12 anos.

Granizo


Granizo (ou saraiva) é a forma de precipitação que consiste na queda de pedaços irregulares de gelo, comumente chamados de pedras de granizo. Essas pedras, na Terra, são compostas por água no estado sólido e medem entre 5 e 200 mm de diâmetro, sendo as pedras maiores provenientes de tempestades mais severas. A queda de glóbulos ou pedaços de gelo que têm entre 5 e 50 mm ou mais de diâmetro é denominada saraiva, sendo que este termo também é utilizado por muitos institutos meteorológicos para se referir a qualquer tempestade com queda de gelo. O código Metar classifica como GR o granizo com 5 mm de diâmetro ou mais, enquanto que quando há pedras menores é codificado como GS. É possível, dentro da maioria das tempestades, o granizo ser produzido pelas nuvens cumulonimbus. Sua formação requer ambientes de forte movimento para cima da atmosfera da tempestade (semelhante aos furacões) e baixa altura do nível de congelamento. É mais frequente a formação ocorrer no interior dos continentes, dentro de latitudes médias da Terra, confinando-se a altitudes mais elevadas dentro dos trópicos.

Falta de energia e água

A chuva que caiu em Curionópolis trouxe também, além de gelo por várias partes da cidade, alguns transtornos, tendo em vista que a cidade ficou sem energia elétrica por quase 7 horas e consequentemente sem água nas torneiras, tendo em vista que a empresa que é responsável pelo fornecimento do líquido só consegue enviar água para as residências com o uso equipamentos que são alimentados por energia elétrica.

Queda de árvores

Durante a chuva, em algumas partes da cidade árvores foram derrubadas com a força do vento, e vários telhados acabaram sendo arrancados, o que deixou muitos populares assustados com a força da natureza.

Publicidade

Veja
Também