Cidade de Belém e Estado do Pará lideram ranking da queda da criminalidade no Brasil

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Diferente de várias unidades da federação, o Estado do Pará tem a redução da criminalidade aferida por organismos nacionais. Em um estudo anterior, do Monitor da Violência, o Pará foi apontado como o Estado que mais havia reduzido a criminalidade violenta intencional, que inclui homicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte, ao comparar os anos de 2019 e 2020.

Nesta última quinta-feira (15),  um estudo do Fórum Brasileiro de Segurança Pública revelou que o Pará foi o estado que mais reduziu os registros de CVLI e o  segundo estado que mais reduziu as Mortes Violentas Intencionais (MVI), que representa a soma de CVLI, as mortes por intervenção policial e de agentes de segurança pública, ao fazer a comparação entre os anos de 2019 e 2020. O estado do Amapá foi o que mais reduziu os casos de MVI, segundo o Anuário Brasileiro.


Ainda segundo os dados do Fórum, ao comparar os números absolutos de homicídios computados nos anos de 2019 e 2020, o Pará foi o Estado que mais reduziu esse tipo de crime, preservando 588 vidas. Rio de Janeiro ocupou a segunda posição (-460) e Goiás (172)  o terceiro lugar.

Ao comparar os anos de 2018 e 2020 o Pará se mantém na liderança como o estado que mais diminuiu os casos de homicídios, em números absolutos, preservando mais de mil vidas.

Investimento

O secretário de segurança pública e defesa social do Pará, Ualame Machado, destaca as medidas adotadas pelas forças de segurança pública do estado refletem essa diminuição. “As quedas refletem o trabalho integrado, investimentos em tecnologia, inteligência policial, capacitação aos servidores e fomento à integração”, afirmou o gestor exemplificando algumas das ações.

“Existe o trabalho ostensivo e preventivo da Polícia Militar, da Polícia Civil dando respostas rápidas aos crimes que ocorrem, em especial aos de repercussão para que não causem a percepção de impunidade e também o sistema penitenciário com forte controle, retomando o domínio do cárcere”, pontuou.

O Anuário do FBSP informou ainda que de todas as capitais brasileiras, Belém foi a que mais reduziu as Mortes Violentas Intencionais (MVI). A capital paraense alcançou a redução de 35,2% ao comparar  os anos de 2019 e 2020. Em segundo lugar ficou o Rio de Janeiro com queda de 26,1% e em terceiro Maceió com 25,8%.

O mesmo estudo divulgado nesta data traz ainda o ranking dos estados que mais cometeram a letalidade policial, ou seja, de pessoas que foram vítimas em decorrência de ações policiais. O Pará aparece entre os cinco que mais reduziram essa tipificação criminal. Apesar da diminuição ao comparar com anos anteriores e que fizeram com que o Pará tenha esse histórico, iniciativas são tomadas para que, cada vez mais, esses registros possam reduzir em todo o território paraenses.

“O Pará está entre os cinco estados que mais reduziram este tipo de letalidade. Apesar da melhora nos últimos dois anos, ações são realizadas para reduzir ainda mais o número de intervenção policial”, finalizou o secretário Ualame Machado.

veja também