Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

CMJ e Seden estão com vagas abertas para o Pronatec

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Cursos são online, gratuitos e têm certificado federal. Inscrições irão até o próximo dia 14

Bastaram apenas algumas horas do dia de hoje, 9, para a Coordenadoria Municipal da Juventude (CMJ) preencher 135 das 180 vagas em nove cursos de qualificação profissional que está oferecendo para a juventude de Parauapebas por meio do Pronatec, o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego, do Ministério da Educação (MEC).


A Secretaria Municipal de Desenvolvimento (Seden) também está oferecendo cursos do Pronatec e abriu 160 vagas em oito cursos, para quem deseja ter qualificação técnica na área de turismo. Nesta sexta-feira, 75% das vagas já estavam preenchidas.

As inscrições irão até a próxima quarta-feira, 14, mas tanto a CMJ quanto a Seden acreditam que antes disso as vagas estarão completas. “O Pronatec tem peso curricular em qualquer Estado do País. São cursos com certificado federal”, atenta o professor Leonardo Nery, coordenador dos cursos da Seden, para quem o peso é um dos motivos para a grande procura pelas vagas.

Mas não só isso. Em meio à turbulência econômica no País, as pessoas estão procurando se qualificar profissional e tecnicamente. Pesquisas oficiais mostram que muitas vagas não são preenchidas por falta de mão de obra qualificada, o que ocorre, inclusive, em Parauapebas.

Leonardo Nery diz que as pessoas precisam aproveitar essa oportunidade em Parauapebas, que até então estava fora dos cursos do Pronatec. “No ano passado, o governo federal ofereceu vagas, mas não vieram para cá”, lembra o professor. Em 2016, continua Nery, foram oferecidas cerca de 300 mil vagas para todo o País. Neste ano, serão dois milhões.

SOBRE OS CURSOS DA SEDEN

No caso dos cursos ofertados pela Seden, dois já não têm mais vagas: o de assistente de recursos humanos e o de assistente administrativo. Os cursos que ainda dispõem de vagas são os de promotor de vendas, agente de microcrédito, espanhol e inglês básicos, inspetor de qualidade e mensageiro. Dependendo do curso, a idade mínima é de 16 anos.

Para se inscrever, o candidato deve apresentar RG, CPF e comprovante de residência e de escolaridade, tendo em vista que é exigido ensino médio completo.

Os cursos serão oferecidos em quatro etapas, que irão se prolongar até dezembro. A primeira começará dia 17 de julho. Leonardo Nery explica que, a cada etapa, novas vagas serão oferecidas. “Quem não conseguir agora, poderá fazer depois”, avisa o professor.

A Seden fechou parceria com o Instituto Federal de Parauapebas (IFPA), que irá ceder o local para as aulas. Cada turma, terá 20 alunos e um coordenador.

 

 

SOBRE OS CURSOS DA CMJ

Dos nove cursos ofertados pela CMJ, três também já não têm mais vagas: atendente de farmácia, assistente administrativo e assistente de recursos humanos. Os cursos ainda disponíveis são os de auxiliar de saúde bucal, operador de caixa, almoxarifado, sonoplasta, recepcionista e cadista para a Construção Civil.

Por a CMJ trabalhar focada no público jovem, como manda o Estatuto da Juventude, as vagas são para quem tem idade entre 15 e 29 anos. “Muitos jovens querem apenas a chance de entrar no mercado de trabalho e sabemos das dificuldades para isso. Se antes já estava ruim agora está mais difícil devido à crise. Mas o governo está se empenhando para, aqui em Parauapebas, abrir caminhos para a nossa juventude”, diz o titular da CMJ, Rafael Ribeiro.

Os cursos também terão duração de quatro meses e irão começar em agosto em escolas municipais ainda a serem definidas. Em cada classe terá no máximo 20 alunos. “Também teremos tutores para acompanhar os alunos”, diz Ribeiro.

 

SERVIÇO

As inscrições para os cursos da CMJ devem ser feitas na própria coordenadoria, localizada na rua Rio Claro, 202, bairro Beira Rio l, no horário de 8h as 14h.

As inscrições para os cursos da Seden são de 8h as 13h, na secretaria, que funciona no terceiro piso da Prefeitura de Parauapebas.

Reportagem: Hanny Amoras

Publicidade

Veja
Também