Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Coluna do Lima Rodrigues – 10 de dezembro de 2019

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Presidente do Sindicato Rural de Marabá, Ricardo Guimarães, concede entrevista ao programa Conexão Rural

Feagro é realizada com sucesso em Marabá

A Feira de Agronegócio de Carajás – Feagro, foi realizada de 5 a 8 de dezembro no Parque de Exposições José Francisco Diamantino de Marabá (PA), uma iniciativa do Sindicato dos Produtores Rurais daquela cidade, com o apoio da Secretaria Municipal de Agricultura (Seagri); Associação dos Criadores do Pará (Acripará), Serviço Nacional de Aprendizado Rural (Senar), e outras entidades e empresas de agronegócio da região sudeste do Pará.


A Feagro foi aberta na manhã de quinta-feira, dia 5 de dezembro, com palestras de representantes do Instituto de Terras do Pará (Interpa) e do Incra sobre regularização fundiária. Houve ainda a palestra do advogado Luiz Gustavo Trovo Garcia sobre “Planejamento patrimonial e sucessório-holding familiar”.

Pecuária Responsável

Na sexta-feira (6), foi realizado um workshop de apresentação do Projeto Parcerias para a Pecuária Responsável, que tem como objetivos o aprimoramento da produção pecuária, a adequação ambiental de produtores rurais e a melhor gestão de riscos na comercialização de carne.

Mauro Armelin, da ONG Amigos da Terra, apresentou mais detalhes do Projeto Parcerias para a Pecuária Responsável e destacou a importância do projeto para o aumento da produtividade com sustentabilidade.

João Heleno, da Safe Trace, falou mais sobre o Projeto Parcerias para a Pecuária Responsável e informou que a empresa avalia tanto o risco sanitário quanto o risco ambiental das fazendas. Vale destacar que hoje em dia muitas empresas só compram carnes após confirmar a procedência do produto, ou seja, se a fazenda que vendeu a carne não está prejudicando o meio ambiente.

A Safe Trace é uma empresa especializada na rastreabilidade da cadeia produtiva de alimentos, integrando informações de todos os elos, do produtor ao prato do consumidor.

Depois falou o presidente da Associação dos Criadores do Pará, (Acripará), Maurício Fraga Filho, que abordou o tema: “A importância das soluções focadas no criador para o Setor Produtivo da Carne”.

Um representante da Masterboi abordou o tema “Complementando o esforço de monitoramento da indústria”. E Francisco Victer, da Aliança Pela Carne (PA), falou sobre o tema: “o Monitoramento da cadeia produtiva”.

“Elementos relevantes para a readequação ambiental do pecuarista paraense” foi o tema do consultor e pecuarista Jordan timo, de Redenção.

E Paulo Rogério, da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, do Estado do Pará (Semas) abordou o tema: “o Papel do governo na readequação ambiental”.

Houve ainda assinatura do Protocolo Carne Responsável. Assinaram o documento o presidente da Acripará, Maurício Fraga Filho, e o Gerente do Programa Agropecuária da ONG Amigos da Terra, Pedro Burnier. (Com informações da assessoria de imprensa da ONG Amigos da Terra).

Melhoramento genético

Ainda na sexta-feira, houve palestra sobre “Impactos da Suplementação Mineral na Reprodução Bovina”, com o médico veterinário Danilo Henrique, professor de zootecnia do Instituto Federal do Pará – IFPA – Campus Marabá Rural.

O gerente de negócios de embriões da ABS, Emerson Faria, falou sobre “Ferramentas de Multiplicação e Melhoramento Genético de Bovinos”.

Com a presença de muitos estudantes do ensino técnico do Instituto Federal do Pará, o engenheiro agrônomo Roberto Guimarães, da Embrapa Cerrados, com sede em Brasília, falou sobre “Integração Lavoura Pecuária”.

E o médico veterinário Cassiano Pelle, gerente de Produto Corte Zebu, da CRV Lagoa, de Sertãozinho, São Paulo, fez palestra sobre melhoramento genético.

Ateg Leite Pará

No sábado (7), também com a presença do presidente do Sindicato Rural, Ricardo Guimarães, do representante do Serviço Nacional de Aprendizado Rural –Senar, na região de Carajás, Virgilino Camargos, e de outros representantes do Senar, foi realizado um Dia de Campo ATEG Leite Pará.

Em seguida, Dácio Carvalho, gerente de Assistência Técnica e Gerencial do Senar, falou sobre os resultados do ATEG Leite Pará e destacou que o projeto contribui para o aumento e o fortalecimento da cadeia produtiva do leite no estado. Depois, Arilson Cardoso, supervisor do Ateg Leite Pará, também falou sobre a importância do projeto no estado do Pará.

“Mudando a vida produzindo leite” foi o tema da palestra do produtor rural Nilvaldo Michetti, que produz leite em duas fazendas de sua propriedade: a Estância Vanda, em Paranaíta, Mato Grosso, e Sítio São Paulo, em Santana do Itararé, no Paraná.

“Você aproveita seu técnico como deveria? Foi o tema do representante da Cooperideal – Cooperativa para Inovação de Desenvolvimento da Pecuária Leiteira, de Fortaleza, Mário Barbosa Rosa Filho.

A Feagro trouxe ainda a participação de professor do IFPA-Campus Marabá Rural, o médico veterinário Rodrigo de Morais, que falou sobre o “Manejo de Cria na Bovinocultura de Leite”.

Após a palestra, ele mostrou na prática técnicas de manejo com bezerros para estudantes do IFPA e produtores rurais. Todos ouviram atentamente as explicações práticas do professor Rodrigo. Aliás, estudantes e produtores rurais ouvidos pela coluna elogiaram a iniciativa do Sindicato dos Produtores Rurais de Marabá em promover a Feagro e trazer para a região sudeste do Pará palestras interessantes em benefício de todos que labutam no dia a dia no campo.

Leilão

O domingo (8) foi de confraternização entre os produtores rurais do sudeste e sul do Pará com um delicioso almoço em família e um grande leilão realizado no tatersal do Parque de Exposições de Marabá.

Antes do início do leilão houve homenagem ao pecuarista Salim Mufarrege, pioneiro na região, e ao jovem pecuarista Hélio Moreira Júnior, um dos organizadores do leilão comercial, com a presença de diretores dos sindicatos rurais de Marabá e de Bom Jesus do Tocantins, no Pará e do prefeito deste município, Joãozinho Rocha.

O presidente do Sindicato Rural de Marabá, Ricardo Guimarães, fez uma avaliação positiva da Feira de Agronegócio de Carajás, acrescentando que “a partir de agora todos vão saber o que é Feagro e com certeza no ano que vem a feira será bem melhor”.

Segundo ele, foram colocados à venda quase três mil animais de diversos pecuaristas do sudeste do Pará e “o leilão movimentou mais de R$ 5 milhões e somando a venda de touros PO e outros animais, incluindo suínos e muares, e a venda de camionetes e tratores de diversas empresas de Marabá, a Feagro movimentou mais de R$ 20 milhões”.

O empresário Reinaldo Zucatelli, que tem empresas em Marabá e em Imperatriz, participou da Feagro e saiu satisfeito com a qualidade das palestras e com o resultado comercial de suas empresas em se tratando de vendas na feira.

Fazenda Nelore Água Fria, de Xinguara, ganha o Prêmio Agropará 2019

A cerimônia de entrega do Prêmio Agropará ocorreu em Belém no dia 4 de dezembro na sede da Federação das Indústria do Pará – FIEPA, e contou com a presença de secretários estaduais, diretores do jornal Diário do Pará, do Grupo RBA, que promove o evento, produtores rurais e outros convidados.

Esta foi a quinta edição do prêmio, que reconhece quem faz o agronegócio no Pará e contribui para o desenvolvimento do estado e do Brasil nesse forte segmento econômico. Este ano foram mais de 300 nomes indicados.

O vencedor do Prêmio Técnico Destaque em Agronegócios no Pará 2019 foi o veterinário Fernão Vilela Zancaner, de Paragominas.

Na categoria bovinos, o vencedor foi o pecuarista João Carlos Guimarães Giffoni Filho, da Fazenda Nelore Água Fria, de Xinguara, no sul do estado. Ele recebeu o prêmio ao lado do pai, João Guimarães, um goiano pioneiro da pecuária paraense, que primeiro se instalou em Araguaína (TO) e em seguida começou a investir em fazendas no Pará há 47 anos.

Foram premiadas diversas categorias, entre as quais, Promebull Pará, programa de melhoramento de pecuária bubalina leiteira e familiar do estado do Pará, que ganhou na categoria Programa de Fomento ao Agronegócio Paraense.

Entre as outras categorias estão: açaí, ovinocultura e suinocultura, apicultura e meliponicultura; grãos: arroz, soja e milho e bubalinos, que teve como vencedor o pecuarista Antônio Francisco Araújo, da Fazenda Aruans, da região do Marajó. O advogado e pecuarista Geraldo Pedro, do Sítio Açaizal de Parauapebas ficou entre os três classificados nesta categoria.

Após as entregas dos prêmios Agropará 2019, o diretor do Grupo RBA, Jader Filho, agradeceu a presença e a participação de todos e destacou a importância do prêmio no reconhecimento aos destaques do agronegócio no Pará.

Guilherme Minssen, produtor rural e diretor da Federação da Agricultura do Estado do Pará (Faepa), disse que Agropará 2019 foi sucesso total e mostrou realmente os destaques do agronegócio no estado nas mais diversas categorias e o que eles têm em se tratando de genética e avanço tecnológico. (Com informações da assessoria de imprensa do Prêmio Agropará).

A cerimônia de entrega do prêmio Agropará foi encerrada com a apresentação da dupla sertaneja Beto e Leno, de Belém.

Nelore Fest premia os destaques da raça Nelore em 2019

A 20ª edição do Nelore Fest – O Oscar da Pecuária premia e reconhece os destaques do ano da raça Nelore. Iniciativa da Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB), o evento será realizado no dia 16 de dezembro, no Espaço Villa Vérico, em São Paulo (SP).

A Nelore Fest reúne os principais criadores, empresários de diversos segmentos do agronegócio, autoridades, personalidades e formadores de opinião. A programação inclui premiações do Ranking Nacional Nelore e Nelore Mocho e Circuito Nelore de Qualidade e homenagens a pessoas e empresas que contribuíram para o sucesso da raça Nelore em 2019. Também serão premiados os vencedores do Ranking Nelore e Nelore Mocho da Bolívia.

“Devido à sua tradição, a Nelore Fest consolidou-se como um dos principais eventos da pecuária brasileira. É o reconhecimento mais do que merecido àqueles que trabalharam o ano inteiro em prol do fortalecimento da raça Nelore no país. É graças ao empenho desses pecuaristas, empresários, técnicos e profissionais, além do contínuo investimento em melhoramento genético, que o Nelore é a carne do Brasil”, destaca Nabih Amim El Aouar, presidente da ACNB.

2019 fica para a história da raça Nelore. Pecuaristas de todo o Brasil participaram das exposições oficiais do Ranking Nacional Nelore, em 14 estados diferentes. Além disso, o Circuito Nelore de Qualidade registrou números recordes em 2019, com 26 etapas e mais de 22 mil animais avaliados.

A Nelore Fest também marca o momento de homenagem da ACNB a personalidades de destaque. É o prêmio Nelore de Ouro – O Oscar da Pecuária. Além de criadores são agraciados representantes da pesquisa, da indústria e outros elos da cadeia produtiva.

A Nelore Fest tem patrocínio da Matsuda Sementes e Nutrição Animal, Canal Rural, Friboi, Nelore Heringer, Fertilizantes Heringer, Elo, Programa Leilões, Chevrolet, Bradesco, Ivomec e Balanças Açôres. (Texto Comunicação – SP).

 

Conexão Rural

A Feagro realizada em Marabá e o Prêmio Agropará são os destaques do Conexão Rural do próximo domingo na Rede TV de Parauapebas (PA), na TV Web O Progresso, de Imperatriz (MA) e no site O Nortão, de Porto Velho (RO).

 

Publicidade

Veja
Também