Coluna do Lima Rodrigues – 11 de maio de 2022

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Lima Rodrigues e o médico veterinário e gerente da Nelore Arco-Íris, de Açailândia (MA), Marlon Xavier, e o tratador de animais, Anísio Pereira, após o Touro Vemute ter conquistado o Prêmio de campeão na categoria Touro Jovem na Expozebu, em Uberaba

Agrishow 2022

A Agrishow 2022 – 27ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação, encerrada na sexta-feira, 29 de abril, alcançou um recorde na realização de negócios. O valor foi de R$ 11,243 bilhões em vendas de máquinas agrícolas, de irrigação e de armazenagem.


A Agrishow 2022 recebeu um total de 193 mil pessoas, em sua maioria, produtores rurais de pequenas, médias e grandes propriedades de todas as regiões do País e também do exterior. A da Mecânica da Comunicação, que faz assessoria de imprensa para a Agrishow.

Durante o Road Show, o jornalista Lima Rodrigues entregou para o diretor da Texto Comunicação, Altair Albuquerque, o Troféu Parceiro do Conexão Rural

 

Aplique Bem

Durante a Agrishow houve também a comemoração dos 15 anos do Projeto Aplique Bem, parceria público-privada do Instituto Agronômico – IAC – e da UPL, uma das cinco maiores empresas de soluções agrícolas do mundo.

Nesses 15 anos, foi oferecido treinamento para 76 mil agricultores, técnicos e trabalhadores rurais para o uso correto de insumos agrícolas,  tornando a atividade mais segura para os produtores, o meio ambiente e a sociedade.

O Secretário da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo e presidente da Agrishow, Francisco Matturro, afirmou que “a maior feira de tecnologia da América Latina  trouxe toda a tecnologia do agro enfatizando a confiança de todos para que o Brasil siga crescendo em produtividade, sustentabilidade e como principal fornecedor de alimentos e produtos para o mundo”. Chiquinho, como é conhecido o presidente da Agrishow, elogiou a implantação do Programa Aplique Bem há 15 anos.

A visita à Agrishow fez parte da programação do Road Show para Jornalistas e Influenciadores Digitais de Agronegócio, promovido pela Texto Comunicação Corporativa de São Paulo, uma iniciativa do jornalista Altair Albuquerque, diretor da empresa.

O grupo visitou o estande da Belgo, empresa referência no mercado brasileiro de arames e em tecnologia para o aumento da produtividade no campo. Entre os destaques da Belgo na Agrishow estavam a ampliação da linha de telas rurais com a Tela Belgo Strada e a Tela Belgo Ferrovia.

Coimma – Depois, os jornalistas visitaram a Coimma, que há mais de 70 anos é líder em balanças e troncos de contenção para a pecuária, exporta atualmente para 16 países. Além de destacar os troncos de contenção e as balanças, a Coimma deu ênfase na Agrishow às balanças rodoviárias.

A Coimma encerrou 2021 com crescimento de 40 por cento nas vendas em comparação ao ano anterior. Lá, conversamos com o diretor-presidente Bruno Dancieri e com o gerente-geral, o simpático Zezinho, e com o empresário Rafael Severo, que é representante da Coimma no Pará.

Fider Pescados

Os jornalistas convidados do Road Show visitaram também a  Fider Pescados, em São Paulo, que produz atualmente mais de 800 toneladas de tilápia por mês.

A FIDER Pescados, está em Rifaina, São Paulo, na divisa com Minas Gerais, desde 2009, e faz parte do Grupo MCassab, que tem 93 anos de fundação. O Grupo é composto por cinco negócios estratégicos: piscicultura, nutrição animal e saúde animal, distribuição, consumo e investimentos e conta com filiais na China, Argentina, Paraguaia e Colômbia.

Com a devida autorização do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, o empreendimento é um dos mais modernos complexos industriais do país, composto por frigorífico e fábrica de farinha e óleo.

Alexandre Vasto, diretor Corporativo do Grupo MCassab, e Juliano Kubitza, gerente de Operações da Fider Pescado, falam sobre a produção de tilápia em Rifaina – SP

 

De acordo com o diretor coorporativo da Fider, Alexandre Vasto,a empresa já investiu mais de R$ 200 milhões em Rifaina e produz atualmente mais de 800 toneladas de tilápia por mês”.

Ele disse ainda que “a Fider gera 520 empregos diretos e mais de 2.500 indiretos em Rifaina e nas cidades vizinhas e no ano passado recolheu mais de R$ 30 milhões só em impostos, contribuindo dessa forma com o desenvolvimento do município”.

A FIDER PESCADOS é uma das quatro maiores processadoras de tilápia do Brasil, é líder em produção no estado de São Paulo, atende todo o território nacional e exporta para setes países: Estados Unidos, Canadá, Taiwan, Venezuela, Bangladesh, Sri Lanka e Indonésia. Além de linha própria, produz para importantes marcas.

Desde as matrizes, passando pelas incubadoras dos ovos, pelas larvas e pelos alevinos, até chegar à tilápia na medida certa para ir para o mercado consumidor, todo o processo passa por um rigoroso controle de qualidade nos tanques escavados de reprodução e tanques de engorda, incluindo a vacinação dos pescados, conforme destacou o médico veterinário e gerente geral da Fider Pescados, Juliano Kubitza.

Água

A qualidade da água recebe atenção especial no projeto da Fider Pescados, porque esse é um item vital para o sucesso da produção de tilápia. Cada tanque da represa Jaguara, no Rio Grande, entre São Paulo e Minas Gerais, comporta 100 mil peixes. É o maior projeto de tanques-rede de alta capacidade da américa latina.

Segundo a supervisora de Produção da Fider Pescados, Mabilis Yumi, “os peixes são retirados dos tanques por tubo de sucção e vão para os caminhões-tanque até a fábrica para serem abatidos e processados em tempo recorde”.

841 mil toneladas de peixes de cultivo

De acordo com a Associação Brasileira de Piscicultura, a Peixe BR, o Brasil produziu no ano passado, 841 mil toneladas de peixes de cultivo – tilápia, peixes nativos e outras especiais. Esse resultado representa crescimento de 4,7 por cento sobre a produção de 2020, que foi de 802 mil 930 toneladas.

Ainda segundo a PEIXE BR,  só de tilápia, a produção brasileira chegou a 534 mil toneladas em 2021, com crescimento de quase 10 por cento em relação a 2020.

Parcerias com associações do Nelore da Bolívia, Equador e Paraguai são destaques da ACNB na Expozebu

A Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB) intensificou as parcerias internacionais na 87ª Expozebu, realizada em Uberaba (MG). O presidente da entidade, Nabih Amin El Aouar, destaca o importante papel de fomento e valorização das conquistas do Nelore no Brasil, reconhecido pelas associações de países latino-americanos.

Legenda: Lima Rodrigues entrevista em Uberaba (MG), o presidente da Associação dos Criadores de Nelore do Brasil (ACNB), Nabih Amin El Aouar, para o programa Conexão Rural

 

“É muito gratificante ser referência de trabalho em prol da raça Nelore no continente. Fechamos parcerias importantes com as entidades da Bolívia e do Equador e encaminhamos outra iniciativa com o Paraguai. Não podíamos pedir resultado melhor da Expozebu”, assinala Nabih.

A parceria com a Associação Boliviana de Criadores de Zebu (ASOCEBU) envolve a realização de três etapas do Circuito Nelore de Qualidade, em 2022. A primeira etapa já foi realizada em fevereiro. As próximas estão agendadas para 6 de junho e 31 de outubro.

O presidente da Associação Equatoriana de Criadores de Nelore, Xavier Zambrano, liderou comitiva do Equador à exposição. Foi definida a realização de abate técnico em outubro, além da disseminação dos conteúdos da Associação dos Criadores de Nelore do Brasil para valorização da raça no país.

Com o Paraguai, a ACNB avançou tratativas para apoio de prova de ganho de peso e abate técnico ainda este ano.

Nas pistas da Expozebu, a raça Nelore foi destaque com qualidade genética indiscutível e muita competitividade. Os julgamentos das raças Nelore e Nelore Mocho apresentaram os seguintes resultados:

Raça Nelore

Grande Campeã: Rubi FIV Luc 2L, de Dorival Gibertoni – Fazenda Santa Terezinha; Reservada de Grande Campeã: Viatina-19 FIV Mara Móveis, de Paulo de Castro Marques – Casa Branca Agropastoril; Grande Campeão: Rima FIV Requinte, da Rima Agroflorestal; Reservado de Grande Campeão: Gholias FIV VRI Vila, de Paulo de Castro Marques.

O pecuarista Ney Pereira, da Napemo Agropecuária, de Uberaba, que comprou metade da Vaca Viatina-19 por quase R$ 4 milhões, em entrevista ao Conexão Rural

 

O Melhor Criador Nelore foi a Rima Agroflorestal e o Melhor Expositor foi Paulo de Castro Marques.

Raça Nelore Mocho

Grande Campeã: Madame FIV Angico, de Zoller Holding Participações – Fazenda Realeza; Reservada de Grande Campeã: Mikaela FIV Angico, de Udelson Nunes Franco – Fazenda Angico; Grande Campeão: Bahadur da Mônica, de Mônica Marchett – Fazenda Santa Mônica; Reservado de Grande Campeão: Nilo FIV Angico, de Udelson Nunes Franco;Dalila Cleopath Toledo foi Melhor Criador e o Melhor Expositor. (Com informações da Texto Comunicação – SP).

O Conexão Rural traz como destaque no próximo fim de semana matérias sobre  o Road Show para Jornalistas e Influenciadores Digitais do Agronegócio; Agrishow, de Ribeirão Preto (SP, e sobre a Expozebu 2022, de Uberaba (MG).

veja também