Coluna do Lima Rodrigues – 25 de novembro de 2020

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Mais de 7 mil animais foram colocados à venda no Leilão da Valeu Boi Leilões

FEAGRO 2020

A 2ª Feira de Agronegócios – FEAGRO Carajás, realizada de 19 a 22 de novembro no Parque de Exposições José Francisco Diamantino, foi promovida pelo Sindicato dos Produtores Rurais de Marabá, no sudeste do Pará.

Empresas dos mais diversos segmentos do agronegócio apresentaram os mais variados produtos em seus estantes e fizeram bons negócios. Estavam lá desde empresas de sementes, cereais e nutrição animal, implementos agrícolas, tratores, à energia solar, pneus e genética.


As empresas do Grupo Zucatelli, de Marabá e Imperatriz (MA) com as marcas Toyota e Fiat, também marcaram presença na FEAGRO, assim como a Disbrava Chevrolet de Marabá e Parauapebas (PA). A RR Agropecuária comercializou touros Nelore, Brahman, Gir e novilhas Girolando leiteiras.

O pessoal da Fazenda Açaizal, da Vila Santa Fé, no município de Marabá, levou a raça Senepol para a Feira. Já a Fazenda Santa Tereza, também de Marabá, apresentou na Feira de Agronegócios as raças Caracu Mocho e Guzerá. A Fazenda Mutirão, de Paragominas (PA), apresentou o Brangus, cruzamento do Angus com o zebu Brahman, sob o comando do gerente José Eduardo de Araújo.

Abertura

A rápida cerimonial oficial de abertura da FEAGRO na tarde do dia 19 de novembro, quinta-feira, contou com a presença de diretores do Sindicato Rural de Marabá, representantes  Secretaria de Agricultura de Marabá (Seagri); dos produtores rurais, Hélio Júnior;  e dos empresário, Murilo Brito; do gerente-geral da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará), Geraldo Teotônio Pereira; do presidente do Sindicato Rural de Jacundá, Júlio Adolfo; do presidente da Associação dos Criadores do Pará (Acripará), Maurício Fraga Filho, e do representante da Federação da Agricultura do Estado do Pará  (FAEPA), Virgilino Camargos.

O presidente do Sindicato Rural, Ricardo Guimarães, destacou que “a feira aconteceu com o esforço da diretoria e de empresas parceiras, levando em conta que este ano não houve a Feira Agropecuária, a famosa Expoama, e desde março não foram realizados leilões comerciais”. E ao agradecer o apoio de todos que colaboraram para a realização da Feira acrescentou: “Daí a importância da FEAGRO, para fechar este ano atípico de 2020, com um leilão no domingo, dia 22”.

Ricardo Guimarães, presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Marabá

 

O secretário adjunto da Secretaria de Agricultura de Marabá, Marcos Paulo Ereles, destacou os benefícios oferecidos pela SEAGRI aos produtores rurais do município, entre eles, laboratório de análise de solo, sementes, água; viveiro, com produção de 1 milhão e 50 mil mudas em 2020; 20 tratores e caminhões para distribuição de mil toneladas de calcário ao longo do ano.

O presidente da Acripará, Maurício Fraga Filho, disse que “o boi está com o preço muito bom, mas o Sindicato Rural de Marabá enfrenta dificuldade, por isso a FEAGRO foi muito importante neste momento de crise, já que não este ano quase não ocorreram leilões e a Expoama, por causa da pandemia”. .

Após a cerimônia de abertura, teve início a série de palestras. E foram inúmeras palestras de quinta-feira, 19 a 21 de novembro, sábado,

A engenheira agrônoma, Eliana Viana, da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará em Marabá, destacou os cuidados que os produtores rurais devem ter com o uso de agrotóxicos em suas propriedades.

A médica veterinária, Letícia Valverde, também da Adepará, falou sobre o “Plano Estratégico do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa”.

O engenheiro agrônomo e professor Adriano Betinardi fez uma palestra abordando “Novas Tecnologias para Fertilização do Solo”.

O técnico em agropecuária Claudiomiro Bernardi, da Seagri de Marabá, falou sobre “Mavuno, a evolução da Pecuária”.

O consultor Francisco Victer, da Aliança Paraense Pela Carne, abordou o tema “Considerações sobre o Zoneamento Ecológico Econômico do Estado do Pará”.

E encerrando a série de palestras da quinta-feira, o engenheiro agrônomo, ex-presidente do Incra, ex-deputado federal e ex-chefe de gabinete do presidente Fernando Henrique Cardoso, escritor e professor universitário em São Paulo, Xico Graziano, abordou o tema de seu mais recente livro: “Agricultura – Fatos e Mitos”.

Engenheiro agrônomo e escritor Xico Graziano fez palestra na FEAGRO e concedeu entrevista ao programa Conexão Rural

 

Graziano disse que “a pior praga é a desinformação sobre o agronegócio e que só a boa informação será capaz de defender o agronegócio”. Ele afirmou que “o Brasil precisará aumentar em 70% sua produção de alimentos nos próximos anos por causa do crescimento da população mundial”.

Na sexta-feira, 20 e no sábado, 21 de novembro, ocorreram outras palestras, entre as quais do pessoal da Secretaria de Agricultura de Marabá sobre “Capineira e Silagem”, e dos advogados Luiz Gustavo Garcia e Anderson Martinez,  sobre “Planejamento Patrimonial e Sucessório – Holding Rural”. Houve ainda Mesa Redonda com o superintendente do Incra no sudeste do Pará, Aveilton Souza. No sábado, houve palestra sobre o Projeto Ateg Leite, promovida pelo Senar, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, e palestra com Felipe Leão, com o tema “Controle Integrado de Ectoparasitas via Feedthrough”. (Um feedthrough é um condutor usado para transportar um sinal através de um gabinete ou placa de circuito impresso. Como qualquer condutor, tem uma pequena quantidade de capacitância. Um “capacitor de passagem” possui um valor mínimo garantido de capacitância de derivação incorporado e é usado para fins de derivação em aplicações de ultra-alta freqüência. Os avanços podem ser divididos em categorias de poder e instrumentação. As passagens de alimentação são usadas para transportar alta corrente ou alta tensão. As passagens de instrumentação são usadas para transportar sinais elétricos que normalmente são de baixa corrente ou tensão. Fonte: https://educalingo.com).

No domingo, houve o encerramento da Feagro com um grande leilão comercial.

O leiloeiro Célio Silva destacou o esforço do presidente e da diretoria do Sindicato Rural de Marabá para a realização da Feira de Agronegócios:

E o presidente do Sindicato Rural de Marabá, Ricardo Guimarães, agradeceu a presença de todos, o apoio dos patrocinadores e colaboradores e desejou bons negócios aos pecuaristas presentes ao leilão.

Incialmente, houve um leilão virtual de dezenas de bezerros e depois o leilão presencial. O leilão comercial da FEAGRO em Marabá dia 22 de novembro comercializou 2 mil animais e movimentou quase r$ 5 milhões de reais.

Valeu Boi Leilões

O leilão comemorativo aos dez anos da Valeu Boi Leilões em Rio Maria, no Pará, dia 21 de novembro, levou para o recinto mais de sete mil animais.

Antes do início do leilão, o casal Adriene Resende e Dirceu Remor Filho agradeceram a presença de todos e o apoio de empresas para a realização do mega leilão.

Na oportunidade, o casal fez homenagem ao pecuarista e leiloeiro Antônio Magno, fundador da Magnos Leilões, empresa leiloeira do sul paraense há 28 anos, em agradecimento, apoio, incentivo e colaboração que ele sempre deu aos leilões. Antônio Magno morreu em setembro de 2016, e o filho dele, o também leiloeiro Diego Castro, que comandou o leilão do dia 21 em Rio Maria, ao receber a bonita placa, bastante emocionado, agradeceu a homenagem ao seu pai em nome da família Magnos Leilões.

A filha do casal Adriene e Dirceu Filho, Maria Luíza, fez homenagem aos avós Joaquim Roberto Resende e Dirceu Remor, pecuaristas pioneiros no sul do Pará. Eles também receberam uma placa de agradecimento, apoio, incentivo e colaboração para o sucesso dos 10 anos da Valeu Boi Leilões.

Dirceu Remor Filho, Adriene Resende Remor e este colunista em Rio Maria (PA) no leilão comemorativo aos 10 anos da Valeu Boi Leilões

 

Pecuaristas de Rio Maria, Xinguara, de Redenção, também no sul do Pará, e de outros municípios paraenses, prestigiaram a Leilão da Valeu Boi Leilões, entre os quais Roberto Paulinelli, do Frigorífico Rio Maria; Mazinho, da Juary Automóveis de Redenção, Joel Lobato, presidente do Sindicato Rural de Xinguara e Gilmar do Posto, presidente do Sindicato Rural de Rio Maria.

Destaques do Conexão Rural

A FEAGRO realizada em Marabá e o leilão da Valeu Boi Leilões em Rio Maria são os destaques do Conexão Rural do próximo fim de semana. O programa, que é veiculado pela Rede TV de Parauapebas(PA) todo sábado e domingo às 9h30, pode ser visto também pelo portal da TV Web O Progresso, de Imperatriz, e pelo You Tube.

O programa traz ainda uma reportagem destacando que produtores do “Projeto Cordeiro Mais Carne” são beneficiados com matrizes e reprodutores de ovinos em Parauapebas. Na parte musical, o Conexão Rural apresentará moda de viola.

Bom programa a todos. Se cuidem. Usem máscara.

 

 

Publicidade

veja também