Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Com um 1º tempo perfeito, Parauapebas vence o Paysandu em plena Curuzu e decide classificação dentro de casa contra o Cametá

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Nem o mais otimista torcedor do Parauapebas esperava um placar de 3 a 1 em cima do Paysandu em plena Curuzu. Mas foi o que aconteceu na noite desta quarta-feira (8), em Belém. O “Trem de Ferro” sobrou em campo e foi muito superior ao Paysandu, principalmente no 1º tempo.

Com o resultado positivo, o Pebas entrou na briga por uma das vagas na semifinal do returno do Campeonato Paraense e agora encara o Cametá no próximo domingo (12), no estádio Rosenão, em Parauapebas. Uma vitória diante do “Mapará” pode classificar o time para as finais.


O Paysandu até começou o jogo bem, marcando logo a um minuto com o zagueiro William Alves de cabeça, que aproveitou cruzamento de Yago Pikachu, após cobrança de escanteio. O gol no inicio deixou o torcedor do Papão com a nítida impressão que o time passaria com facilidade pelo adversário, mas não foi bem assim.

O time do técnico Léo Goiano logo se encontrou em campo e surpreendeu o Paysandu. O atacante Célio Codó, que até então tinha feito apenas um gol em todo o Parazão, resolveu acordar e marcou duas vezes contra o “bicola”. O primeiro, cobrou pênalti com perfeição, sem chance para o goleiro do “Papão”.

Depois, o grandalhão do PFC recebeu lançamento e tocou rasteiro na saída de Emerson, marcando o segundo. Não satisfeito com seus dois gols, Célio Codó ainda deu uma bela assistência para o terceiro gol de Dedeco. A torcida do Paysandu não acreditava no que via.

O treinador Dado Cavalcanti colocou o time mais ofensivo no segundo tempo, tirando volante e meia, Augusto Recife e Carlinhos, e colocando dois atacantes Leandro Canhoto e Leandro Carvalho. Mesmo com as mudanças o Paysandu não conseguiu furar o bloqueio do Trem de Ferro. O árbitro ainda expulsou o volante Gustavo do time da capital do minério, mas o PFC conseguiu segurar até o final.

Com a vitória, o Parauapebas se igualou ao Independente, sendo as duas equipes do interior a vencer a dupla Remo e Paysandu. O detalhe é que o “Trem de Ferro” venceu as duas em Belém, já o Galo Elétrico derrotou os rivais em Tucuruí.

11147145_778139652281147_646052019871258116_n

FICHA TÉCNICA

Paysandu: Emerson; Yago Pikachu, William Alves, Marquinhos e Romário; Augusto Recife (Leandro Carvalho), Ricardo Capanema, Jhonnatan e Carlinhos (Leandro Canhoto); Érico Júnior (Leleu) e Souza. Técnico: Dado Cavalcanti

Parauapebas: Paulo Rafael; Rodrigo Siqueira, Negretti, Henrique e Fabiano; Dedeco, Gustavo, Romeu e Juninho (Léo); Magno (Evandro) e Célio Codó (Mocajuba). Técnico: Léo Goiano

Árbitro: Marco Antônio da Silva Mendonça

Auxiliares: Hélcio Araújo Neves e Rafael Ferreira Vieira

Quarto árbitro: Marcelo Oliveira Soares

Cartões amarelos: Romário, Yago Pikachu, Leandro Carvalho e Ricardo Capanema (Paysandu); Romeu, Negretti, Juninho, Paulo Rafael, Gustavo, Léo, Célio Codó e Evandro (Parauapebas)

Cartão vermelho: Gustavo (Parauapebas)

Local: Estádio Leônidas Castro, a Curuzu, em Belém

Renda: 52.740,00 – Pagantes: 5.850 – Credenciados: 1.334 – Total: 7.184

Reportagem: Bariloche Silva – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar
Foto: Globo Esporte

Publicidade

Veja
Também