Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Combate ao trabalho infantil será intensificado através de campanha em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O Pará é um dos estados do Brasil com o maior número de crianças e adolescentes que estão na lista negra do trabalho infantil. Os dados e assunto foram debatidos amplamente nesta segunda-feira (10) durante o evento de lançamento da “Campanha Cartão Vermelho ao Trabalho Infantil” que foi realizado pela Justiça do Trabalho de Parauapebas em parceria com várias instituições em empresas.

A campanha realizada pela Justiça do Trabalho de Parauapebas, que tem como juíza a Dra. Suzana Affonso, que além de juíza federal do trabalho é diretora do Fórum de Parauapebas,  tem como objetivo conscientizar a sociedade acerca da importância do enfrentamento do problema da exploração do trabalho de crianças e adolescentes, em cujas ações irão prevenir e erradicar esse tipo de trabalho.


A solenidade que aconteceu na sede da Justiça do Trabalho, localizada na Rua “B”, 150, Cidade Nova, contou com várias autoridades, entre elas, o Presidente da Câmara de Vereadores de Parauapebas, Vereador Josineto Feitosa (SDD); Promotor da Infância de Parauapebas, Eduardo Falesi; Vice-presidente da OAB Subseção Parauapebas, Dr. David; Desembargadora do Trabalho Francisca Oliveira; Dra. Laura Fernandes, Procuradora do Trabalho; Dra. Maria Zuila Dutra; Dra. Suzana Affonso, entre outras autoridades, empresários e comunidade em geral que prestigiaram o evento.

NÚMEROS
Quase duzentas mil crianças e adolescentes com idades entre 10 e 17 anos, sendo a maioria do sexo feminino e moradores da área urbana, estão ocupadas no Pará. Os dados são de um estudo do Dieese (Departamento de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos), com base em informações da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – PNAD 2013 do IBGE.

Reportagem e fotos: Bariloche Silva – Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também