Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Comerciante é flagrado vendendo bebida para menores e vai parar na delegacia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Uma prática comum nas cidades brasileiras, porém, criminosa, prevista no Artigo 243 da Lei 8.069/1990. Em Parauapebas não é diferente, onde, de acordo com a juíza da 3ª Vara Cível e Empresarial de Parauapebas, Priscila Mousinho, nota-se que os pais não têm exercido controle sobre os filhos adolescentes.

Para contribuir com o controle e fiscalização, 17 Agentes de Proteção da Criança e da Juventude fazem o trabalho de fiscalização em eventos e comércios onde são vendidos produtos restritos aos adultos, porém, os constantes flagrantes confirmam a “falta de consciência” dos comerciantes que não exigem documentos de identificação que comprovem a idade do cliente, mesmo que este apresente idade menor de 18 anos.


Na tarde da última terça-feira (21), em operação conjunta, o Conselho Tutelar e os Agentes de Proteção flagraram um comerciante praticando o ilícito ao vender bebidas para três adolescentes. “Segundo denúncias, o comercio já tinha como prática constante vender bebida para menores, porém, fomos confirmar a denúncia e o flagramos”, conta a Agente de Proteção da Criança e da Juventude, Maria Oliveira, detalhando tratar-se de um estabelecimento que fica localizado próximo ao Hospital Municipal de Parauapebas.

Os adolescentes, sendo um de 15 anos de idade e dois de 13 anos foram abordados nas proximidades da Escola Chico Mendes, onde foram flagrados portando e consumindo bebida do tipo cachaça e delataram espontaneamente que adquiriram o etílico no comércio citado.

Com o flagrante, tanto os adolescentes, quanto o comerciante foram levados para a 20ª Seccional de Polícia Civil onde foram feitos os procedimentos de praxe. Os menores foram liberados com a chegada dos pais, já o comerciante assinou TCO e responderá pelo delito.

Publicidade

Veja
Também