Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Comunidade do bairro Tropical recebe fábrica de panificação

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Projeto é fruto de parceria entre Vale e a Associação de moradores (ACMBJIT)

“Hoje eu me sinto realizada”. O brilho nos olhos da dona Ester Martins Ayres, reflete a emoção de estar participando da inauguração fábrica de panificação do bairro Tropical, em Parauapebas, realizada na última semana. O projeto, resultado da parceria entre a Associação Central dos Moradores dos Bairros Jardim Ipiranga e Tropical I e II (A.C.M.B.JIT) e a Vale, vai gerar renda para dona Ester e outras 21 famílias da comunidade.


“A Dona Rai teve um sonho e nós caminhamos junto com ela. Eu passei a noite toda trabalhando para fazermos nossos bolos, nossos pães e salgados, e podermos dividir com a comunidade. Esse dia é muito especial”, comemora emocionada Ester.

Para o presidente da A.C.M.B.JIT, Girlan Pereira, a inauguração do projeto de panificação representa o resultado de um esforço de acreditar e também da produção comunitária. “O país passa por uma situação difícil, nossa cidade também. E esta iniciativa da associação comunitária e da empresa Vale vem pra superar este momento de dificuldade”, explica.

Ele conta ainda que outros projetos de geração de renda estão sendo promovidos pela associação. “A fábrica de panificação foi o nosso primeiro projeto de geração de renda, nos trouxe a responsabilidade de que podemos fazer mais. Aí surgiu a cooperativa de serviços comunitários, que atua na área de construção civil, reforma manutenção e limpeza. São homens e mulheres da comunidade que estão dispostos a prestar estes serviços. E são eles que estão atuando na construção do centro comunitário e dessa padaria. Nós não conseguiríamos fazer uma obra desse tamanho sem o apoio da comunidade. Isso faz toda a diferença”, comemora o presidente da associação.

Por meio do convênio, a Vale doou o terreno e também apoiou na construção da sede do Centro Comunitário, onde a fábrica de panificação está instalada. O prédio foi construído com mão de obra da própria comunidade.

A Vale doou ainda equipamentos, como fornos industriais, batedeiras, liquidificador, masseira e formas, além de ser parceira no curso de qualificação dos cooperados. A entrega dos certificados foi feita durante o café da manhã de inuguração da fábrica.

A líder do grupo e idealizadora do projeto, Raimunda Marinho da Silva, a dona Rai, disse estar realizando o sonho da sua vida. “Hoje nós estamos realizando um sonho. Um projeto que começou na minha cozinha. Nós levamos a nossa vontade de ter um negócio para estas mulheres que estavam desempregadas. Nós conversamos com a Vale, nosso projeto foi aprovado e as coisas começaram a acontecer: a compra do lote, o material de construção, até que chegamos a este momento. E hoje, nós estamos aqui, neste espaço maravilhoso. Eu estou muito feliz. Mas sabemos que o desafio também é grande e nós vamos arregaçar as mangas e trabalhar muito”, comemora.

O Gerente de Relações com Comunidades da Vale, Edivaldo Braga, destaca que esta é mais uma parceria da Vale com comunidades de Parauapebas para gerar trabalho e renda na própria comunidade. “O fruto desta parceria vai além da construção do prédio e da doação de equipamentos. O grupo gestor e os cooperados que atuarão no empreendimento receberam também curso de qualificação, que é um diferencial para a boa gestão do negócio que eles estão começando”, ressalta.

Publicidade

Veja
Também