Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Concursados voltam às ruas em protesto contra reforma administrativa no SAAEP

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Após protestar na frente do prédio da autarquia responsável pelo fornecimento e manutenção do sistema de água e esgoto em Parauapebas, servidores saíram às ruas reivindicando mais “transparência e estabilidade” para os concursados.

Trata-se dos servidores do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Parauapebas (SAAEP), que saíram às ruas na manhã do último sábado (21), com faixas e cartazes, denunciando supostas irregularidades que eles afirmam existir naquela autarquia que passa por reforma administrativa. Todos são servidores concursados, porém, em período probatório, que protestam contra a terceirização que segundo eles, irá colocar um fim ao sonho de estabilidade.


Quem falou com a equipe e reportagens do Portal Pebinha de Açúcar, foi Itaci Silva Camelo, auxiliar administrativo, denunciando estar em curso a reforma da Lei 4.400, que versa sobre a estrutura administrativa do SAAEP, sem a consulta ao sindicato da categoria e servidores concursados.

Esta reforma, segundo os manifestantes, acaba atingindo diretamente os concursados que estão em estado probatório, já que com ela, vem a extinção de diversos cargos que antes eram providos em concurso público. “A tendência é colocar contratados por empresa terceirizada, além de comissionados dentro da autarquia. Isso faz com que nós concursados percamos nossa autonomia”, explica Itaci, qualificando os concursados como fiscalizadores genuínos dentro da instituição.

Segundo Itaci, com a reforma, serão extintos os seguintes cargos que passaram a ser operados por funcionários de empresas terceirizadas: ASG, motorista, vigia, operador de bomba, operador de ETA, operador de ETE, fiscal leiturista, supervisor de campo e motorista; prejuízo para mais de 50 servidores que, aprovados no concurso, poderão deixar de ser efetivados.

Ainda de acordo com os manifestantes, outro concurso público estava prestes a ser realizado pelo SAAEP, para provimento dos cargos que agora estão sendo extintos, mas com a reforma ele foi suspenso. Eles alegam que um concurso será realizado para os seguintes cargos: agente de saneamento, auxiliar operacional, educador ambiental, químico, técnico em química e técnico em edificações; porém com poucas vagas ofertadas.

O grupo de manifestantes pretende levar a população à Câmara Municipal no momento da sessão legislativa que ocorrerá na manhã de terça-feira, 24, quando entrará em discussão a reforma da Lei 4.400, que versa sobre a estrutura administrativa do SAAEP. “Precisamos impedir que isso seja aprovado”, planeja Itaci.

Reportagem: Francesco Costa / Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também