Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Conferencistas discutem meio ambiente em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Iniciada na noite da última sexta-feira (28) e encerrada no sábado (29), no auditório do Centro Universitário de Parauapebas (Ceup), a 2ª Conferência Municipal de Meio Ambiente, que este ano trouxe o tema “Política nacional de resíduos sólidos”, destacou-se com os importantes debates das oficinas “Produção e consumo sustentável”, “Redução dos impactos ambientais”, “Gestão de resíduos sólidos”, “Educação ambiental” e “Resíduo sólido e legislação – Novo paradigma (Lei nº 12.305/10)”.

O evento, promovido pela Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), contou em sua abertura com as presenças do titular da Semma, Zoênio Raimundo dos Santos Silva; vereadora Luzinete Batista; secretária municipal de Educação, Juliana Souza; chefe de gabinete, José Omar; representantes de entidades ligadas ao meio ambiente; servidores municipais, professores, engenheiros e sindicalistas; entre outros.


Ainda na abertura da conferência, houve apresentação musical do Coral do Servidor Municipal e palestra sobre “Resíduos sólidos”, com Bárbara Cristina Fechter (bióloga especialista em Gestão Ambiental e Saúde Pública e consultora na área de limpeza urbana).

No dia seguinte, a partir das 8h30, foi ministrada a palestra sobre “As políticas públicas nacionais, estaduais e municipais em torno do tema”, com Francisco Luiz Rodrigues (engº civil, especialista em Saúde Pública, conselheiro e fundador do Instituto Vital Civilis); e montados os grupos de trabalho (oficinas) por eixo temático, para confecção das propostas para plenária; e inscrição para delegados.

À tarde de sábado (29), ocorreu plenária para leitura das ações e defesa das propostas das oficinas; breve apresentação e eleição dos delegados; leitura final das ações priorizadas e resultado das eleições. Durante as oficinas, os participantes da conferência foram divididos em cinco grupos para discutir e debater calorosamente os.

Por ocasião dos debates, o secretário Zoênio Silva destacou a preocupação do prefeito Valmir Mariano com relação à destinação das cerca de seis mil toneladas/mês de lixo urbano produzidas em Parauapebas, com a instalação de um aterro sanitário, cuja área já foi adquirida pela prefeitura às margens da VS 10, saída da cidade rumo à rodovia PA 160.

A 2ª Conferência Municipal de Meio Ambiente foi encerrada no Ceup com coquetel e apresentação musical do artista local Vamberto Pereira.

Reportagem: Waldyr Silva

Publicidade

Veja
Também