Pesquisar
Close this search box.
Pesquisar
Close this search box.

Conheça o menino criado na Redação que se inspirou no pai para ser jornalista

Enquanto Waldyr Silva, na década de 1990, esvaziava dezenas de canetas escrevendo laudas de reportagens na Redação do Jornal Correio do Tocantins, em Marabá, Bariloche Silva, seu filho, ainda brincava de carrinhos e ia dormir sem ver o pai chegar durante a madrugada, depois que o jornal estava concluído para circular no dia seguinte.

Passadas três décadas, o pai Waldyr continua produzindo conteúdo jornalístico, agora na Rádio da Câmara em Parauapebas, enquanto o filho, Bariloche, deixou de lado os carrinhos de brinquedo e hoje dirige um dos sites de notícias mais reconhecidos na “Capital do Minério”, o Portal Pebinha de Açúcar.

Além do filho, o jornalista Waldyr Pereira inspirou muitos profissionais ao longo de quase quatro décadas de carreira. É o caso de Ulisses Pompeu, atual editor do Portal CORREIO DE CARAJÁS, além de Chagas Filho, Patrick Roberto e outros tantos profissionais de várias cidades do sul e sudeste do Pará.

Mas a relação entre pai e filho foi mais forte ainda na arte de produzir conteúdo jornalístico: “Papai sempre foi minha inspiração no jornalismo”, declara-se Bariloche, que começou a empreender no segmento de comunicação ainda jovem.

Mais do que ver o pai chegando em casa depois de um dia árduo de trabalho, Bari também ia para a Redação e, às vezes, acompanhava o pai por horas no ambiente de trabalho. Em casa, Waldyr também produzia reportagens no computador pessoal, o que acabou “contaminando” o DNA profissional do garoto.

“Costumo dizer que, além de pai, o senhor Waldyr, para mim, é o meu maior influenciador para atuar no jornalismo. Desde pequeno me identifiquei com essa área ao ver o meu pai trabalhando e vivendo com alegria tudo aquilo”, recorda-se.

O mundo da redação de jornal tornou-se um ambiente familiar para ele e, quase sem perceber bebendo na fonte caseira todos os dias, acabou escolhendo a profissão do pai para ser sua também. “Fui tomando gosto pela coisa e, mesmo ele sempre falando para eu não seguir a profissão de jornalista, teimei e hoje atuo nessa área. Aliás, há quase 20 anos estou à frente do Portal Pebinha de Açúcar, um dos veículos de comunicação mais respeitados do Pará há 17 anos”, destaca Bariloche, ao testificar que Waldyr, além de ser um excelente profissional, é um pai amigo e seu grande professor.

Filho e pai compartilham da mesma opinião sobre as características que um profissional deve ter para atuar na comunicação. “Hoje em dia, com o crescimento das redes sociais, infelizmente muitas pessoas se autointitulam jornalistas. Não tenho nada contra esse crescimento, porém, é preciso ter responsabilidade. Para mim, as principais características de um jornalista sério precisam ser pautadas em responsabilidade, comprometimento, imparcialidade e respeito”, defende Bariloche, em um discurso que se alinha com o do pai.

Para se manter na profissão que está em constante transformação, Bariloche é categórico ao afirmar que o jornalista precisa estar sempre evoluindo. Ele mesmo iniciou na carreira no jornal impresso, entretanto, percebeu que era hora de se reinventar, principalmente com a chegada das redes sociais.

Bariloche e os troféus que conquistou em Parauapebas pela credibilidade do Pebinha de Açúcar

Inicialmente, Bariloche decidiu criar um site de cobertura fotográfica de baladas, e no decorrer dos tempos transformou-se em um portal de notícias de referência na região, segundo ele com mais de 60 mil acessos diários e com mais de um milhão de seguidores nas redes sociais. “É preciso sempre evoluir, inovar, afinal, a forma de se noticiar sempre vem mudando e é preciso estar antenado a essas atualizações tecnológicas que, com certeza, andam juntas com a comunicação”, destaca.

Bariloche exalta a qualidade e profissionalismo dos veículos de comunicação em Parauapebas e acredita que uma imprensa forte é o que contribui no combate à desinformação.

Reportagem: Theíza Cristhine e Ulisses Pompeu  |  Correio de Carajás

Qual sua reação para esta matéria?
+1
0
+1
2
+1
1
+1
0
+1
0
+1
1
Leia também no Portal Pebinha de Açúcar:

Deixe seu comentário