Publicidade

“Conhecendo e Fortalecendo a Lei Maria da Penha” é o tema do Agosto Lilás deste ano

A campanha Agosto Lilás, de combate e prevenção da violência contra as mulheres, foi iniciada nesta quarta-feira, 7, com uma palestra para os estudantes do Instituto Federal do Pará (IFPA). A programação, coordenada pela Secretaria Municipal da Mulher (Semmu), segue até 1º de setembro.

A iniciativa é realizada anualmente, no mês de agosto, em alusão à sanção da Lei Maria da Penha (Lei nº 11.340, de 7 de agosto de 2006) que este ano completa 13 anos de criação.  Além de promover ações de enfrentamento à violência doméstica contra a mulher, a campanha busca chamar a atenção da sociedade para os direitos das mulheres e divulgar a rede de atendimento da Semmu.


A Semmu desenvolve ações voltadas para as mulheres durante todo ano e intensifica no Agosto Lilás.  “Teremos uma vasta programação para levar conhecimento para a sociedade acerca dos direitos das mulheres, os tipos de agressões que as mulheres vivem e quais a lei protege. Também teremos uma panfletagem diretamente para os homens, além de palestras nas escolas, debates, roda de conversa, blitzes e a olimpíada das mulheres, na zona urbana e rural do município”, destacou a secretária da Mulher, Angela Silva.

A delegada da Mulher, Ana Carolina Carneiro, participou da abertura e explicou aos presentes sobre a Lei Maria da Penha, as formas de violência doméstica e como proceder em casos de denúncias. “A lei Maria da Penha é uma das leis mais importantes que existe do ordenamento jurídico em termos de proteção”, ressaltou.

“É preciso entender as formas de violência, são elas: física, psicológica, sexual, patrimonial e moral. A lei se aplica para relações íntimas de afeto, aplica-se no ambiente doméstico familiar e inclui até república de estudantes, patrão e empregada, não precisa morar na mesma casa”, explicou a delegada, destacando que em Parauapebas para denunciar as pessoas podem procurar a delegacia da mulher, ligar nos números 181 e 190 e ainda procurar um dos órgãos da rede municipal de proteção.

Vitória Sousa, 15 anos, uma das estudantes que participou da abertura do evento, comentou sobre a ação. “Hoje foi reforçada a importância da Lei da Maria Penha e que existe um grande nível de violência contra a mulher na cidade, é bom para nós alunos aprender desde cedo e ainda saber identificar os sinais de violência, que não é só física, mas também psicológica”, comentou a estudante.

Participe das ações de mobilização da campanha. Confira a programação:

WhatsApp Image 2019 08 06 at 14.04.15

 

 

Compartilhe essa notícia

Compartilhar no facebook
Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no email
Compartilhar no whatsapp

Tags

Veja também

Fechar Menu