Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Conscientização da comunidade resulta em prisão de acusados de abuso sexual

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O combate à exploração e abuso sexual de acrianças e adolescentes é um desafio diário para as autoridades policiais de Parauapebas. De acordo com a delegada Ana Carolina, responsável pela Delegacia Especializada no Atendimento a Mulher (DEAM), os resultados positivos que vêm sendo alcançados é fruto da conscientização da comunidade.

“Quando as pessoas ficam conscientes, os resultados vão surgindo. Inclusive registramos uma prisão a partir do trabalho desenvolvido de orientação nas escolas. Funcionários tomaram conhecimento, procuraram o Conselho Tutelar, que consequentemente acionou a polícia”, destaca a delegada.


Na semana de ações em alusão ao 18 de maio, dia de combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes, a polícia civil juntamente com órgãos ligados ao atendimento a este público percorreram várias instituições de ensino com o objetivo incentivar as denúncias.

“O tema da campanha era justamente para as crianças não se calarem e pedirem ajuda. Orientamos a contarem para os adultos, para colegas, até mesmo para os professores que têm um contato direto com a criança vítima de violência e pode identificar, por exemplo, uma mudança de comportamento”, destaca a Ana Carolina.

A delegada ressalta ainda que o crime de abuso sexual pode acontecer em qualquer classe social, portanto é necessário que as famílias estejam atentas.

Ana Carolina relatou ainda que muitos dos casos registrados este ano foram identificados a partir de conversas entre mães e filhas.
“A partir das orientações recebidas, as mães passaram a ter uma vigilância maior, a perguntar para as crianças se estar tudo bem e quando identificam algo reportam o caso à polícia”, explica a delegada.

Reportagem: Anne Costa / Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também