Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Conta de energia ficará mais barata em abril no Pará

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Consumidores de energia elétrica no Pará terão um desconto de 7,38% na conta de abril. A tarifa vai cair por causa da devolução dos valores cobrados a mais no ano passado. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou ontem (28) o processo extraordinário de ajuste nas tarifas de 90 distribuidoras do país. Os percentuais de redução na tarifa que será aplicada em abril variam de 0,95% a 19,47%. Numa situação hipotética no Pará, se a conta do consumidor for de R$ 500 ele terá um desconto de R$ 36,90. Caso sua conta seja, por exemplo, R$ 200, o desconto será de R$ 14,76.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou hoje que os R$ 900 milhões a mais pagos pelos consumidores de energia no ano passado serão devolvidos diretamente nas contas de luz nos próximos meses. Segundo o diretor-geral da agência, Romeu Rufino, a diretoria decidiu ontem, em reunião em Brasília, de que forma seriafeita essa devolução.


A devolução acontecerá porque o custo da energia proveniente da termelétrica de Angra 3 foi incluído nas tarifas do ano passado, mas a energia não chegou a ser usada porque a usina não entrou em operação. O valor total a ser devolvido será de R$ 900 milhões.

REDUÇÃO

Anteriormente, a Aneel havia dito que o valor da devolução poderia chegar a R$ 1,8 bilhão, mas o cálculo foi reduzido porque nem todas as distribuidoras haviam cobrado os valores a mais em 2016, já que o montante foi incluído no processo de reajuste de cada concessionária, de acordo com o seu aniversário tarifário.

O procedimento de devolução dos recursos terá duas etapas. Na primeira, durante o mês de abril, a tarifa será reduzida para reverter os valores de Angra 3 incluídos desde o processo tarifário anterior e, ao mesmo tempo, deixará de considerar o custo futuro do Encargo de Energia de Reserva (EER) desta usina.

Na segunda etapa, que começa em 1º de maio e permanece até o próximo processo tarifário de cada distribuidora, a tarifa apenas deixará de incluir o EER de Angra 3.

A Aneel também determinou que as distribuidoras incluam um texto padronizado nas faturas de abril e maio de 2017 para informar os consumidores sobre o processo de ajuste. As concessionárias também devem usar outros meios de comunicação para divulgar o movimento tarifário.

TAXA COBRADA SERÁ DEVOLVIDA COM JUROS

Todos deixarão de pagar esse valor a partir da decisão que tomamos E o valor que se pagou no período, da data do aniversário tarifário da distribuidora de 2016 até o dia 28 de março, será devolvido. A previsão é que o valor seja devolvido entre abril e maio, já com a correção pela Selic, a taxa básica de juros.

Vai haver devolução porque o custo da energia proveniente da termelétrica de Angra 3 foi incluído nas tarifas do ano passado, mas a energia não chegou a ser usada porque a usina não entrou em operação. Na semana passada, a Aneel havia informado que os consumidores seriam ressarcidos desses valores com reajustes menores nas tarifas este ano. Mas hoje a agência anunciou que vai fazer a devolução diretamente na conta de luz.

EXEMPLO DE DESCONTO

Se sua conta for de R$ 100, seu desconto será de R$ 7,38.
Se sua conta for de R$ 200, seu desconto será de R$ 14,76.
Se sua conta for de R$ 300, seu desconto será de R$ 22,14.
Se sua conta for de R$ 400, seu desconto será de R$ 29,52.

Publicidade

Veja
Também