Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Cooperação inédita visa fortalecer atuação das Defesas Civis Municipais do Pará

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Para fortalecer a atuação das Defesas Civis Municipais do Pará, o Corpo de Bombeiros Militar e a Vale firmaram um acordo de cooperação técnica e financeira. O convênio estabelecido prevê o investimento de R$ 8,7 milhões em treinamentos das equipes e no suporte de uma consultoria especializada para a construção de planos de resposta integrados, que qualificarão a Defesa Civil e os demais órgãos envolvidos para o atendimento de qualquer situação de emergência nos municípios.

Esses planos são os chamados Planos de Contingência que, conforme a legislação, devem ser elaborados pelos municípios e envolvem o mapeamento de situações passíveis de ocorrer nas localidades, como incêndios de grandes proporções, inundações, desmoronamentos e vazamentos de produtos perigosos. “O acordo da Vale com o Corpo de Bombeiros Militar visa garantir a atuação precisa das Defesas Civis na proteção das comunidades paraenses, estabelecendo um pacto importante de segurança com toda a sociedade”, explica o Gerente de Desenvolvimento Territorial da Vale, Frederico Baião.


Conforme o último levantamento da Divisão de Apoio Comunitário da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (CEDEC), nenhum dos 144 municípios do Pará conta atualmente com o Plano de Contingência elaborado em sua totalidade. A partir do convênio, os municípios de Parauapebas, Curionópolis, Marabá, Canaã dos Carajás, Ourilândia do Norte, Tucumã e São Felix do Xingu receberão o apoio para a elaboração dos planos de contingência, visando aprimorar ainda mais a atuação em proteção das comunidades.

Pelo Termo de Cooperação, a Vale também irá disponibilizar uma plataforma de ensino à distância para que a CEDEC realize treinamentos específicos aos militares e agentes das Coordenadorias Municipais de Defesa Civil. “Estamos oficializando uma parceria que vem acontecendo há muito tempo. Com esse termo, conseguiremos capacitar e atualizar a atuação das Defesas Civis Municipais, ampliando o bom atendimento para a população paraense que depende do nosso trabalho”, celebra a Coordenadora-Adjunta de Defesa Civil do Estado, Tenente-Coronel Ciléa Mesquita.

O Termo de Cooperação está previsto para ser colocado em prática a partir de 2021. No Pará, as Defesas Civis Municipais também estão acompanhando a execução dos Planos de Ação de Emergência de Barragem (PAEBM) da Vale.

Publicidade

Veja
Também