Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Coral formado por detentos se apresenta hoje ao público no Rio Verde

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

“Nosso papel como Estado, no sentido de dirigir uma carceragem, é ressocializar o apenado; devolvendo-o com condições para o convívio em sociedade”, explica Murilo Sousa, diretor da Carceragem do Bairro Rio Verde em Parauapebas, dando a boa notícia de que, com o apoio de igrejas evangélicas que fazem rotineiramente o trabalho de evangelização na carceragem, a apresentação será realizada.

Essa será a segunda apresentação do Coral, formado por 12 presos e quatro membros de igrejas evangélicas, regidos pela professora Tânia, da rede municipal de ensino. De acordo com o planejamento da carceragem, uma vez por mês ocorre um culto evangélico na parte externa do prédio, na esquina das Ruas 24 de Março e Tancredo Neves, no Bairro Rio Verde, onde várias igrejas promovem um louvor com pregação do evangelho a quem queira prestigiar; dando neste ato, a oportunidade para que o coral se apresente.


De acordo com Murilo Sousa, a retirada dos detentos para que se apresentem, tem as devidas autorizações do Poder Judiciário, do Ministério Público e da Superintendência do Sistema Penal (SUSIP), ato que acontecerá às 19h00 de hoje, quinta-feira (30). “Isso não significa apenas ressocialização, mas, também, a parte religiosa, onde se leva aos presos a Palavra de Deus para que possa tocar em seus corações, contribuindo com a transformação do comportamento”, explica Murilo, detalhando ser notória a expressão de alegria no semblante dos presos que ensaiam rigorosamente e demonstram prazer em executar ao público.

Ainda segundo Murilo, fazer parte de coral, bem como de outras atividades culturais, de acordo com a Lei de Execução Penal, reduz a pena do condenado; mas, diz ser uma oportunidade para que o preso, ao ganhar liberdade, possa continuar louvando a Deus ou até mesmo gravar um CD e tornar um evangelizador através da música.

O evento que acontece hoje nas proximidades da carceragem é aberto a todos quanto queiram prestigiar.

Publicidade

Veja
Também