COVID-19: Ministério da Saúde garante vacinação a partir de fevereiro

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O governador Helder Barbalho participou, nesta terça-feira (08), de uma reunião técnica com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, e demais governadores do país, para discutir sobre o Plano Nacional de Imunização contra o novo coronavírus. Durante o encontro, o ministro afirmou que a União vai comprar todas as vacinas registradas e liberadas na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), com previsão de início da vacinação para o próximo mês de fevereiro.

A reunião, que durou mais de três horas e meia, foi realizada de forma presencial e por videoconferência, no Palácio do Planalto, em Brasília. Na oportunidade, o ministro da saúde adiantou que já está com a logística definida para distribuição das vacinas em todos país. Eduardo Pazuello detalhou que o Plano Nacional de Imunização está pronto e será enviado para avaliação do Supremo Tribunal Federal (STF). “Vamos sim comprar todas as vacinas registradas na Anvisa. Vamos vacinar todo mundo no menor tempo possível”, disse.


O governador Helder Barbalho ressaltou que a reunião foi importante para evitar que os gestões estaduais e municipais não iniciassem uma corrida individual para aquisição das vacinas, equipamentos de proteção individual, seringas e agulhas. Helder Barbalho cobrou celeridade da União e buscas por alternativas que permitam iniciar a vacinação o quanto antes.

“Reunião importante que estabeleceu o entendimento em favor da imunização dos brasileiros contra a covid-19. O processo de efetivar o plano nacional de imunização é decisivo e determinante. Queremos garantir que aquelas vacinas que estejam disponíveis e regulamentadas pela Anvisa possam ser adquiridas e a quantidade seja aquela que permita, o quanto antes, que o maior número de brasileiros possam ser atendidos”, destacou o governador Helder Barbalho.

“Queremos um tratamento igualitário entre todos os brasileiros e que, efetivamente, tenhamos um calendário que permita a população ser imunizada. Fundamental que, neste processo, tenha liderança do Governo Federal. Não é possível que haja uma disputa entre estados. É fundamental que possamos viabilizar a imunização ao tempo que a Anvisa liberar e dizer que determinada vacina é segura e eficiente”, ponderou Helder Barbalho.

Ministro da saúde destaca atuação do Governo do Pará na pandemia

Durante a abertura da reunião com os governadores, o ministro Pazuello destacou, mais uma vez, o trabalho que foi desempenhado pelo Governo do Pará no combate à pandemia do novo coronavírus. Principalmente, no estágio inicial em que o Estado abriu Hospitais de Campanha, ampliou as unidades hospitalares com atendimento específico para casos de coronavírus, além dos novos locais para tratamento imediato com a realização de exames.

“Eu estive lá e me lembro muito bem. Tirei fotos e apresentei para minha equipe como um exemplo para ser seguido”, disse o ministro da saúde.

Publicidade

veja também