Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Criada a Associação de Criadores do Estado do Pará

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O pecuarista Maurício Pompéia Fraga Filho, mais conhecido por “Mauricinho”, foi aclamado presidente da Associação de Criadores do Estado do Pará, em assembleia de fundação da entidade, realizada no sábado (8) na sede do Sindicato dos Produtores Rurais de Marabá (PA). A composição da diretoria, que terá um mandato de três anos, com direito à reeleição, inclui pecuaristas de Redenção, Belém, Paragominas e proprietários de fazendas de outros municípios do estado. “Por se tratar de uma entidade estadual, fizemos questão de contar com representantes de todas as regiões do Estado na nossa diretoria, que terá sede em Belém e escritórios de representação em alguns municípios”, disse Mauricinho.

“Nosso objetivo é promover o desenvolvimento do setor agropecuário no estado; estimular a criação de cooperativas entre seus membros; manter intercâmbio com outras entidades e promover seminários de interesse dos pecuaristas, além de realizar parcerias com órgãos governamentais”, destacou o presidente da Acripará.


Segundo Maurício Fraga, a entidade foi criada com base na bem sucedida Associação dos Criadores do Mato Grosso – Acrimat, cujo representante, Betão, esteve presente na assembleia em Marabá. “E isto é só o começo, porque no futuro lutaremos pela criação de uma associação nacional, para defender unicamente os interesses dos pecuaristas de gado de corte do país”, afirmou.
O presidente do Sindicado dos Produtores Rurais de Marabá, Antônio Vieira Caetano, o “Neném”; o presidente do Sindicato Rural de Parauapebas, João Barreto; o presidente da Cooperativa dos Produtores de Leite do Sul e Sudeste do Pará, Cícero Coelho, e o pecuarista pioneiro na região de Parauapebas, Lázaro de Deus Vieira Neto, elogiaram a criação da Acripará, destacando que “o setor precisava de uma entidade forte e representativa só para a área de gado de corte no estado”.

Na condição de produtor rural, também esteve presente à reunião em Marabá, o diretor-geral da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (Adepará), Luciano Guedes. “Parabenizo o Mauricinho por esta iniciativa de criar a Acripará. Considero de fundamental importância a criação da Associação de Criadores e me coloco à disposição para apoiar no que for preciso”, disse Guedes.
Ficou decidido na assembleia realizada no Parque de Exposições José Francisco Diamantino, do Sindicato dos Produtores Rurais de Marabá, que para ser associado da Acripará, o pecuarista precisa estar cadastrado na Adepará.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Pará conta hoje com 21 milhões de cabeça de gado, ou seja, tem o quinto maior rebanho do país e o município paraense de São Félix do Xingu tinha em 2015 o maior rebanho bovino do país, isto é, 2.222.949 cabeças. Ainda segundo o IBGE, o efetivo de bovinos, em 2015 no Brasil, foi de 215,20 milhões de cabeças, representando um amento de 1,3% em relação a 2014.

A cobertura completa será mostrada em breve no programa Conexão Rural, que é veiculado todo domingo às 9h na RBATV, Band, canal 30, em Parauapebas (PA).

Reportagem: Lima Rodrigues

Publicidade

Veja
Também