Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Crianças usam baldes com água para controlar incêndio no Cidade Jardim

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A cada dia o município de Parauapebas está sendo literalmente incendiado através de queimadas criminosas que estão por todos os cantos da cidade.
O lamentável de tudo isso, é que as autoridades ambientais como a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SEMMA), pouco ou quase nada fazem para que os problemas sejam solucionados, enquanto isso, os munícipes sofrem e lotam as unidades de saúde da cidade apresentando vários problemas, principalmente respiratórios.

No último domingo (31 de agosto), moradores da Avenida “J”, Bairro Cidade Jardim, entraram em contato com a equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar para denunciar que pela ausência de homens do Corpo de Bombeiros, as próprias crianças que moram nas proximidades de uma área verde que estava sendo consumida por uma queimada, tentavam apagar o fogo com água que estava sendo levada em pequenos baldes.


De acordo com Diana Almeida, os moradores entraram em contato com o Corpo de Bombeiros que demoraram ir ao local, e quando chegaram por lá, estavam em uma ambulância. “Eles vieram aqui, porém, como o caminhão com água estava em outra ocorrência de incêndio, não puderam fazer nada”, lamentou a moradora.

Crime

Provocar queimadas em florestas é considerado um crime ambiental, de acordo com o artigo 50 do Decreto Federal 6.514/2008. É infração destruir ou danificar florestas ou qualquer tipo de vegetação nativa ou de espécies plantadas sem autorização ou licença da autoridade ambiental competente, resultando em multas a partir de R$ 5.000,00 por hectare, porém, em Parauapebas, o crime não vem assustando ninguém.

Publicidade

Veja
Também