Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Crime bárbaro ocorrido em Parauapebas termina na prisão de membro do Comando Vermelho

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Um crime bárbaro com requintes de crueldade, que resultou na execução de Erick Emanoel dos Santos, também conhecido pelas alcunhas “Di Menor” e “Bala Bala”, por não resistir os diversos ferimentos provocados por disparos de arma de fogo e golpes de facas e facões, sendo em seguida degolado. As cenas fortes foram registradas em vídeo, que posteriormente circulou abertamente nas redes sociais. Dias depois, seu corpo foi encontrado no dia 5 de abril nas águas do Rio Parauapebas, numa região conhecida como Bananal.

O acusado foi Rafael Moreira Cruz, também conhecido como “Fantasia”, apontado pela Polícia Civil como sendo membro da facção criminosa Comando Vermelho (CV), que, no decorrer das investigações teve a culpa confirmada; motivo de sua prisão preventiva decretada, porém, não cumprida por ter evadido para paradeiro incerto.


Rafael Moreira Cruz – Acusado

 

Mas, no fim da tarde do último sábado (18), a Polícia Civil realizou sua prisão, quando foi afirmado pelo delegado Felipe Freitas, que era Rafael quem autorizava, dentro da hierarquia da facção, as mortes realizadas pelo grupo. “A demora na prisão foi por motivo de que o acusado se encontrava em local incerto. Mas, depois da realização de maciço levantamento feito pela equipe de investigadores da 20ª Seccional de Parauapebas, o elemento foi capturado”, confirmou o DPC Felipe, detalhando que a ação contou com o apoio da equipe de investigadores diretamente vinculados à Superintendência Regional do Sudeste do Pará.

ATUALIZAÇÃO  |  18H55

Através de e-mail os advogados de Rafael entraram em contato com a equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar e encaminharam uma nota, confira abaixo na íntegra: 

Publicidade

Veja
Também