Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Cultivo da melancia é tema de Dia de Campo em Paragominas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Saborosa, suculenta, uma das melhores fontes de água, rica em potássio, ferro, magnésio, zinco, cálcio e vitamina C, além de ser uma excelente opção de sobremesa. Na semana passada, os produtores rurais da Colônia Cachoeira, na zona rural de Paragominas participaram do primeiro Dia de Campo, sobre o “cultivo da melancia”, realizado pela Prefeitura local.

A Colônia Cachoeira fica na zona rural de Paragominas, há 50 km do centro da cidade. Por lá, vivem cerca de 65 famílias, cuja fonte de renda é a agricultura familiar. Eles plantam goiaba Paloma, abacaxi, maracujá, mamão, melancia, horticultura básica, além da mandioca, pepino, abóbora, bata doce, pimentinha e pimenta do reino. Durante a programação foi realizada a oficina de “Aproveitamento Integral da Melancia” para a comunidade que contou com a participação de 15 pessoas.


Segundo a técnica Ingrid Leão, da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural – EMATER, que prestou a capacitação, além do aproveitamento da melancia, a comunidade também pode aprender como fazer produtos a partir de outras culturas, como a da mandioca e do maracujá. “A melancia é uma fruta muito rica em minerais e pode ser aproveitada de diversas formas, embora não seja muito comum encontrarmos um cardápio variado da fruta. Então, a comunidade pôde aprender diversas receitas a partir do fruto e com isso, aumentar sua renda”, explica a técnica.

A dona de casa Milena Santos disse ter aprendido a fazer gelatina de melancia. “Nunca pensei que pudesse aproveitar a fruta para fazer gelatina, por exemplo. Lá em casa, a gente consumia mais como sobremesa, mas agora vou fazer muitos outros pratos com a fruta”, conta Milena.

Segundo a Presidente da Associação dos Produtores e Produtoras da Colônia Cachoeira, Fabiana Santos, a comunidade também cria peixe em cativeiro e tem um pouco de gado de leite. Fabiana está na localidade há 10 anos, mas só em 2013 é que a área passou a ser produtiva, começando com as culturas de mandioca e pimenta do reino. Ela relembra o apoio da Prefeitura de Paragominas, com cursos de capacitação para o aproveitamento da terra. Ela, que vem de uma família de produtores rurais, conta que gosta de trabalhar no campo e que hoje a renda familiar também vem desta produção. “Não me vejo fazendo outra coisa e agradeço à Prefeitura pelo incentivo, por sempre estar nos dando consultoria técnica, pois sabemos que é assim que conseguiremos nos aperfeiçoar e cultivar mais variedades”, afirma.

Para o Prefeito Paulo Tocantins, investir na capacitação dos pequenos produtores é de fundamental importância para fortalecer a pequena agricultura do município. “Na Colônia Cachoeira temos um ótimo retorno, pois todos os cursos e oficinas que promovemos, conseguimos uma grande participação da comunidade e um retorno incrível. Em apenas dois anos e meio, mais de 20 culturas são desenvolvidas por lá, o que nos dá mais vontade de trabalhar”, afirma Tocantins.

De acordo com o Secretário de Agricultura de Paragominas, Breno Colonelli, a produção da colônia Cachoeira é vendida principalmente nas feiras da cidade e em comunidades do entorno, mas este mês, a produção de melancia será aproveitada na Merenda Escolar das mais de 20 mil crianças atendidas pela Rede Municipal de Ensino. “Será um grande ganho para a comunidade, que passará a ser fornecedora da Prefeitura para a Merenda Escolar. A princípio, serão fornecidas 4 toneladas de melancia, com possibilidades de adquirir mais”, afirma o secretário.

Publicidade

Veja
Também