Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Curionópolis realiza dia “D” contra Paralisia Infantil

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite começou neste sábado (8) e vai até o dia
21 de junho em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal.

A previsão do Ministério da Saúde é que 12,2 milhões de crianças sejam vacinadas. A meta
equivale a 95% do público-alvo, que é de 12,9 milhões de crianças entre seis meses e menos de
cinco anos de idade.


Em Curionópolis a meta é imunizar 1.649 crianças e para isso a Secretaria Municipal de Saúde
ofertou doses da vacina em todos os postos de saúde: PSF Planalto, PSF Rio Grande do Sul, PSF
do Bairro da paz, PSF 31, PSF Miguel Chamon, PSF Jardim Panorama.

Ainda serão vacinadas crianças da zona rural, conforme programação pré-determinada pela
Secretaria de Saúde, sendo dia 09 – Serra Pelada; Dia 11 – Vila Rica (manhã) e Piçarreira (tarde);
Dia 12 – Bom Jesus (manhã) e Cachoeira Preta (tarde); Dia 13- Calú (manhã) e Agua Azul
(tarde); Dia 14 – Cutia (manhã); Dia 17: Curral Preto (manhã) e Toió (tarde); Dia18: Gastão
(manhã) e Alto Bonito (tarde).

Edvilson Pereira levou a sobrinha Sara Vitória de três anos para receber a vacina a pedido dos
pais que estavam trabalhando. “Eles preocupados com a saúde da criança pediram que eu
trouxesse logo cedo para vacinar”, disse o tio.

O pequeno Eliel Willians de sete meses recebeu a dose da vacina, e como estava com uma
pendencia na Carteira de Vacinação recebeu também uma dose da vacina contra a gripe e
atualizou o documento: “É muito importante colocar a carteira em dias, e graças a Deus hoje meu
bebê está vacinado”, comemorou a mãe Gláucia Mendes.

Apesar de ser uma prática mais comum das mães, pais levarem os filhos para serem vacinados a
exemplo de Dílson Alves que levou Gustavo Henrique de dois anos para receber a vacina e
lembrou: “Essa é uma responsabilidade do casal, então como minha esposa não pode vir, veio eu
para trazer meu filho”.

A Secretária de Saúde, Elizete Abreu relatou que a campanha é organizada pela Secretaria de
Saúde em parceria com a Prefeitura de Curionópolis e deve atingir no mínimo 95% da população
dentro da idade definida pelo Ministério da Saúde que é de 0 a seis anos de idade.

“O Brasil não tem registros de paralisia infantil há 24 anos. O último caso notificado foi em 1989,
na Paraíba. Em muitos países do mundo, ainda circula o vírus da paralisia infantil. Por isso, é muito
importante manter as nossas crianças protegidas do vírus” reforçou a secretária de saúde.

Reportagem: Wenderson Costa

Publicidade

Veja
Também