Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Curso na Uepa ensina a fazer cerveja de frutas regionais em casa

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O diferencial da bebida é o sabor do líquido, produzido a partir de frutas regionais como cupuaçu, acerola, manga e açaí, com teor alcoólico de 1,3% a 5%. A bebida pode ser feita em casa.

As cervejas artesanais produzidas descansarão por dez dias, tempo necessário para fermentação e depois armazenamento em geladeiras. No encerramento do curso, 23 de outubro, as 24 garrafas de 600 ml de cerveja sabor açaí serão abertas e servidas para degustação dos participantes e convidados, a partir das 10h, no Laboratório de Tecnologia de Alimentos, do Centro de Ciências Naturais e Tecnologia (CCNT) da Uepa, localizado na travessa Eneas Pinheiro.


A cerveja artesanal é feita a partir da fermentação de cereais, que começa na separação dos grãos, moagem e maltagem até a fervura, masturação, pasteurização e armazenamento. Além de Belém, o curso já foi ministrado nos municípios de Paragominas, Marabá, Cametá e Salvaterra.

O doutor em recursos naturais e coordenador do curso de extensão, professor Marcos Augusto Eger da Cunha, destaca que a bebida se diferencia das feitas industrialmente. “A nossa cerveja é toda natural e os alunos verão os produtos que vamos colocar. A cerveja tem que ter cevada, lúpulo, fermento, e no nosso caso, a fruta. Qualquer fruta. A cerveja em si é um remédio. O lúpulo serve contra enxaqueca, dor de cabeça. A cevada é revigorante”, diz o professor.

De acordo com ele, devido aos benefícios que a bebida traz, seria interessante que as pessoas, na hora do almoço e jantar, tomassem um corpo de 300 ml de cerveja para permanecer com a saúde em dia. “Não é tomar uma garrafa, e sim um copo. A cerveja é tida como remédio, o único empecilho é o álcool”, complementa.

Reportagem: Renata Paes

Publicidade

Veja
Também