Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Defesa Civil já fez mais de 200 mudanças de famílias atingidas pelas chuvas em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Com as fortes chuvas que têm caído em Parauapebas nos últimos dias, centenas de pessoas tiveram que sair de suas casas devido ao aumento do nível do rio e aos alagamentos em diversos pontos da cidade. Segundo boletim da Defesa Civil atualizado por volta das 8 horas desta segunda-feira, 20, mais de seis mil pessoas foram afetadas pelas chuvas. O nível do rio atingiu 12,64 metros, o que deixa o município em estado de alerta.

Para dar apoio efetivo às famílias, as equipes da Defesa Civil, órgão ligado à Secretaria Municipal de Segurança Institucional e Defesa do Cidadão (Semsi), têm sido incansáveis na ação de retirada e relocação dessas pessoas. Desde o início de sábado, o atendimento aos moradores que tiveram suas casas atingidas pelas chuvas tem sido constante e ininterrupto.


As famílias vêm recebendo total apoio da Prefeitura de Parauapebas, sendo encaminhadas para escolas, casas de familiares ou tendas no pátio do prédio da Defesa Civil. A ação é temporária para que haja atenção imediata à situação, porém os atingidos serão inseridos em programas assistenciais, como o Auxílio Emergencial Pecuniário para Moradia da Defesa Civil.

Na zona rural, 11 famílias foram desalojadas e duas tiveram perda total de bens. Vias também foram destruídas, como a ponte que dá acesso para a Vila Onalício Barros. Na zona urbana, 1.623 famílias foram desabrigadas e 487 estão desalojadas. Entre os bairros mais afetados estão Liberdade 1 e 2, Vale do Sol, Primavera (na área conhecida como Riacho Doce), Jardim América e Parque das Nações, no complexo VS-10.

Nos últimos três dias, mais de 200 mudanças foram feitas pela Defesa Civil. Além disso, com o apoio da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), 28 benefícios eventuais foram concedidos e já são 58 kits humanitários entregues. Também estão sendo feitas doações de cestas básicas e objetos como colchões, roupas, lençóis e travesseiros. A equipe do serviço social da Defesa Civil segue realizando o levantamento socioeconômico das famílias.

Publicidade

Veja
Também