Delegada comenta sobre caso de mulher que perdeu um olho ao ser esfaqueada

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Ana Carolina – Delegada

O caso ocorrido no início do mês de setembro deste ano, 2020, na residência de dona Rosângela de Sousa Santos, no Bairro Liberdade II, ganhou repercussão e causou comoção pública, já que se trata de um ato provocado pelo seu então companheiro, Pedro Pereira de Assis. “Imediatamente eu e minha equipe nos deslocamos até o hospital, para colher os elementos informativos, tendo sido ouvidas várias testemunhas, entre elas, a filha da vítima”, conta Delegada Ana Carolina, detalhando que o segundo passo foi iniciar os trabalhos de levantamentos no local onde ocorreu o crime, para entender o caso e proceder a instauração do inquérito.

Esse passo tratava-se de ir até à casa da vítima, local do crime, onde a faca utilizada na tentativa de feminicídio foi encontrada e encaminhada para perícia no Instituto Médico Legal (IML), além de ter sido feito o relatório de local de crime.


Rosângela de Sousa Santos clama por justiça

 

Porém, de acordo com Ana Carolina, titular da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM), a vítima está sendo assistida por médicos e pela Polícia Civil através do pedido de medidas protetivas e também de assistência jurídica para que o caso seja apurado e o acusado seja preso, conforme mandado de prisão já representado contra ele.

“Quem tiver informações, pode procurar a DEAM ou a delegacia de Polícia Civil, para ajudar a levar o agressor à prisão onde deverá responder pelo crime cometido e o outro tentado”, pede Ana Carolina, afirmando que, quando preso, responderá por lesão corporal grave e tentativa de feminicídio.

Pedro Pereira de Assis está foragido

 

Publicidade

veja também