Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Delegado apresenta balanço de força-tarefa implantada em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Delegado Thiago Carneiro – Superintendente Regional de Polícia Civil

Após iniciar uma força-tarefa com o objetivo de elucidar a onda de violência que estava ocorrendo em Parauapebas com diversos homicídios consumados e tentados, o delegado Thiago Carneiro, Superintendente Regional de Polícia Civil do Sudeste do Pará, concedeu mais uma coletiva de imprensa na manhã desta quarta-feira (8) para trazer novidades para a população.

De acordo com detalhe dado pelo delegado, a 20ª Seccional de Polícia Civil teve o reforço de 12 policiais civis vindos de Marabá para somar com a equipe de Parauapebas. Como resultado, ele comemora que ontem (7), terça-feira, foi efetuada a prisão de Jeferson Martins de Bessa, vulgarmente conhecido como “Jegue”. Após preso, de acordo com a polícia, “Jegue” confessou ter cometido no mínimo 7 homicídios na forma tentada e consumada. “Instauramos inquérito, pois, sabemos realmente da participação dele nesses crimes”, conta Thiago Carneiro, detalhando ainda que foi preso no domingo (5), identificado como José Tiago Gomes Costa do Nascimento, vulgo “Catatau”, que de acordo com as investigações, também participou dessa ação, fato confirmado pelo “Jegue”, dando como motivador para os crimes a briga entre organizações criminosas.


De acordo com informações repassadas pela Polícia Civil, entre os crimes em que os suspeitos presos estão envolvidos do dia 1º de janeiro até agora, são os seguintes: Romário Correia Baliero, vítima de homicídio no Bairro Liberdade; a morte de uma adolescente de 14 anos de idade, vítima de tentativa de homicídio também no Bairro Liberdade; o duplo homicídio, ocorrido no Bairro Nova Vida II, contra Tarcísio Barros Queiroz e Reginaldo Silva Vieira; o homicídio contra Thairon, ocorrido na manhã de domingo; Jhone de Lima Cândido e Denilson da Cruz Sousa, no Bairro Cidade Jardim; além de um homicídio ocorrido em dezembro de 2019 em um lava-jato no Bairro Altamira.

O delegado Thiago Carneiro qualifica como sendo uma vitória da polícia a realização das prisões desses indivíduos. “Agora, a sociedade de Parauapebas pode ficar bem mais tranquila que essa onda de crimes e homicídios, com certeza, irá acabar”, assegura o delegado, dando por certo já ter o nome do terceiro elemento envolvido nos crimes e que breve irá representar pela sua prisão preventiva. Ainda de acordo com o delegado, os veículos usados nas práticas delituosas também já foram identificados; além da apreensão de um revólver calibre 38, cujos projéteis recolhidos nos locais dos homicídios são compatíveis com a citada arma.

Quanto ao interesse nas execuções, o delegado afirmou não se tratar de matadores de aluguel, mas, de integrantes de facções que querem “mostrar serviço” para crescer dentro de suas respectivas facções.

Publicidade

Veja
Também