Single Posts
Confirmados
26.267
Single Posts
Recuperados
15.327
Single Posts
Óbitos
177

 Publicidade

Depois de 30 anos o Pronto Socorro do Hospital Municipal terá casa nova

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O novo espaço funcionará no primeiro e segundo pavilhão do hospital municipal, onde funcionava até o início do ano passado o Centro de Saúde Cidade Nova. A reforma do local compreende uma reestruturação completa do projeto arquitetônico, com revitalização do telhado e piso, substituição de forro e interligação dos dois pavilhões com a construção de uma rampa de acesso.

Pedro Paulo Cunha, engenheiro da Secretaria Municipal de Obras (Semob), responsável pela obra, disse que todas as salas da ala de imagens, onde funcionará os serviços de raio-x, mamografia e tomografia, foram revestidas com argamassa baritada, componente químico fundamental para proteger dos efeitos da radiação os pacientes, usuários e funcionários do hospital.


“A reforma foi completa, retiramos as telas e substituímos por janelas de vidro, o que demandou um grande número de fechamento de paredes em alvenaria. Refizemos todos os banheiros e precisamos substituir toda a parte elétrica, que era muito antiga”, informou o engenheiro, acrescentando também que com a reforma e aquisição de mais de 30 centrais de ar, foi possível climatizar todos os ambientes.

“Esse tipo de reforma demora por conta dos serviços do hospital que funcionam 24 horas por dia, então a gente precisa trabalhar com remanejamento das estruturas”, acrescenta Pedro Paulo. A reforma do PS é a primeira etapa da obra de reestruturação do hospital municipal que foi inaugurado há 30 anos, a meta é alcançar todo o prédio, incluindo a maternidade.

Benefícios

Com o novo espaço do PS, os pacientes que necessitarem de atendimento terão mais conforto e comodidade com as novas instalações que possibilitarão, por exemplo, espaços distintos para acomodação de pacientes que tomarão medicação dos que precisam ficar em observação. Atualmente não é assim.

Outra melhoria que será proporcionada com a nova estrutura é o acesso à sala vermelha por meio de uma entrada exclusiva para pacientes acidentados ou oriundos de outros casos de emergência, no atual PS esse acesso é o mesmo utilizado por pacientes de outros casos.

Além das obras de reforma do hospital, a organização dos serviços e capacitação dos profissionais é foco de atuação da gestão. “Nós somos a única unidade de saúde que atende a todos, sem distinção, 24 horas por dia. Apesar do volume de atendimento, trabalhamos para atender cada vez melhor a população”, Alessandro C. Pereira Lima, diretor administrativo do HMTSAF.

Reportagem: Karine Gomes
Fotos: Anderson Souza

Publicidade

Veja
Também