Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Detalhes da criação de consórcio de saúde são apresentados em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Após passar toda manhã reunida com prefeitos, vereadores, secretários municipais e conselheiros de saúde dos municípios de Canaã dos Carajás, Curionópolis, Eldorado do Carajás e Parauapebas, a equipe representando o Governo do Estado do Pará através da Secretaria de Estado de Saúde, quando foi apresentado aos representantes dos municípios consorciados e ainda às comissões do consórcio, os detalhes e trâmites para que o mesmo se concretize, foi a vez de reunir com a comunidade, imprensa e demais interessados para tornar público os detalhamentos do ato; o que se deu na tarde de ontem, 2, terça-feira, no Auditório da Prefeitura Municipal de Parauapebas.

O primeiro a ser convidado à mesa foi o prefeito de Parauapebas, Darci Lermen, onde recebeu os demais convidados: Jeová Andrade, prefeito de Canaã dos Carajás; a Secretária Adjunta da Secretaria de Estado de Saúde, Dra. Eloísa Melo Guimarães; Coordenadora do Núcleo Estadual de Consórcios da SESPA, Maridalva Pantoja; Secretário Municipal de Saúde de Parauapebas, Francisco Cordeiro Leite Segundo; Secretária Municipal de Saúde de Curionópolis, Neidina Leite; Secretária Municipal de Saúde Eldorado do Carajás, Etiene Silva; representante dos conselhos de saúde dos municípios consorciados, Mardem Lima.


Após o pronunciamento dos componentes da mesa, as representantes do Governo Estadual, Dra. Eloísa Melo e Maridalva Pantoja também falaram aos presentes detalhando como se dará a participação dos municípios do Estado e da União na manutenção dos serviços a serem administrados pelo CIS Carajás – Consórcio Interfederativo da Saúde.

Segundo explicou Maridalva Pantoja, pelos serviços, pagos através do convênio SUS, a União arcará com 20%; já dos 80% restantes, o Estado pagará 51%; e o município, usuário do respectivo serviço, 49%. Foi ela quem fez demonstração através de slide de todos os detalhes do ato de criação do consórcio, deixando claro que para a concretização do mesmo será preciso ser votado nas câmaras de vereadores dos municípios interessados, tornando assim Lei Municipal para, só depois, entrar em vigor.

Dra. Eloísa Melo cobrou envolvimento das partes, citou as doenças que mais matam e frisou a importância dos usuários do sistema público de saúde em cooperar tendo a responsabilidade ao utilizar serviços públicos de saúde.

Outro importante ponto citado por Eloísa Melo, foi o caso de que é preciso ter responsabilidade para que o consórcio não venha provocar a falência da saúde privada, pois, segundo ela, com o bom funcionamento da saúde pública muitas pessoas deixam de procurar a iniciativa privada e assim elas deixam de faturar o que pode ocasionar, como já houve em outros municípios, a falência de clínicas e hospitais. “Por isso visitei hospitais e clínicas aqui, para ver o que eles têm a oferecer para a saúde pública através do consórcio. Queremos somar em uma parceria onde, nem só a população, mas, também o empresário local, no ramo de saúde, saia ganhando”, preocupa-se Eloísa Melo, detalhando que o objetivo é reorientar o modelo de atenção à saúde prestada à população, sendo capaz, não só de melhorar a qualidade da assistência oferecida no nível básico de atenção, como também contribuir para viabilizar a implantação de estruturas que sustentem serviços de saúde mais complexos.

Para o prefeito de Parauapebas, Darci Lermen, com uma gestão fortalecida e articulada, a iniciativa da Secretaria Municipal de Saúde em parceria com o Estado ganha potencial para tornar viáveis investimentos e para lidar satisfatoriamente com os desafios regionais. “Um consórcio intermunicipal de saúde na região de Carajás é uma grande oportunidade de oferecer um atendimento mais amplo à população, até mesmo para os casos de maior complexidade”, vislumbra Darci, lembrando que, para os pequenos municípios, as dificuldades são, por inúmeros motivos, mais profundas.

Reportagem: Francesco Costa / Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também