Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Dia “D” da campanha de vacinação contra a Poliomielite é realizado em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

A campanha nacional de vacinação contra a Poliomielite começou na última quarta-feira e as crianças de até cinco anos foram o alvo. Neste sábado (17) foi o dia “D” em Parauapebas

Segundo a Diretora da Vigilância em Saúde, a campanha em Parauapebas só teve início agora porque atrasou o envio do medicamento para o município.
“Em muitos estados brasileiros a campanha já teve início, porém aqui as vacinas só chegaram na última sexta-feira, e tivemos um feriado no dia 12 de outubro, apenas na terça-feira que conseguimos distribuir o medicamento”, explica Michelle Ferreira.


No final de 1979 e início de 1980 no sul do Brasil aconteceu um surto da poliomielite e o Governo Federal adotou a campanha massiva em todas as crianças na época.

A poliomielite é também conhecida como paralisia infantil e é uma doença infecciosa viral aguda que é transmitida de pessoa para pessoa, a vacinação é importante para da saúde da criança. A jovem Laís Moreira levou seu filho no primeiro dia da campanha na Unidade Básica de saúde do seu bairro.
“Vim vacinar meu bebê porque ela é a pessoa mais importante do mundo para mim, e quando a gente ama, a gente cuida”, diz Laís com seu bebê no colo.

O Ministério da Saúde afirma que mesmo com a pandemia de Covid-19, os pais devem levar as crianças para a imunização, e que nos pontos de vacinação as equipes estarão seguindo as normas de segurança contra o Coronavírus. A vacina é de extrema importância para manter as crianças imunes a doença.

Michele Ferreira ressalta que hoje (17) a vacinação foi reforçada com o dia de Mobilização Nacional, conhecido como dia “D”.
“A vacina contra a poliomielite é indicada para crianças entre 12 meses e cinco anos de idade. A meta este ano é que 95% do público-alvo seja imunizado. As doses são em gotas, sem necessidade de agulha e seringa. No dia D sempre conseguimos números relevantes que nos deixa próximo da meta estipulada pela secretaria”, relata.

A vacina está disponível nas unidades básicas de saúde, de segunda a sexta-feira em horário de expediente normal.

Reportagem: Adersen Arantes | Portal Pebinha de Açúcar

 

Publicidade

Veja
Também