Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Disque Denúncia foi fundamental para a detenção do estuprador do Cidade Jardim

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Foto: divulgação | Polícia Militar

A notícia da detenção de um menor de idade de iniciais G.V.M. chegou em forma de alívio para milhares de pessoas que estavam aterrorizadas com a notícia que circulava por grande parte de Parauapebas sobre um estuprador que tinha feito recentemente pelo menos cinco vítimas no Bairro Cidade Jardim.

A equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar teve acesso a todas as informações que levaram a Polícia Militar a deter o elemento que tem apenas 16 anos de idade, porém, apesar de ser menor, já teve passagens pela polícia por furto, foi inclusive encaminhado para o Centro de Internação Masculino (CIAM), que funciona como uma espécie de internação provisória para adolescentes com atendimento diferenciado e acabou fugindo de lá.


A detenção

Era por volta das 18h58 deste sábado (5), quando o Major Emmett Alexandre da Silva Moulton, Subcomandante do 23º Batalhão de Polícia Militar de Parauapebas apresentou ao delegado José Euclides Aquino da Silva o menor G.V.M. na Vigésima Seccional de Polícia Civil em Parauapebas.

De acordo com o Major Emmett, ele recebeu na tarde de hoje, por volta das 16h00 uma mensagem através do Disque Denúncia, afirmando que o acusado de ter cometido os últimos estupros em Parauapebas, no Cidade Jardim, estava no Bairro dos Minérios. Na oportunidade, o subcomandante se deslocou ao local com o apoio do Tenente Costa e Cabo Freitas. Ao chegar, foi encontrada uma senhora que se apresentou como a mãe do acusado, que informou de imediato que não sabia do paradeiro de seu filho e que seu sobrinho é quem sabia. Ela levou a guarnição até ao local, no Bairro Cidade Jardim. O acusado estava saindo de uma casa, localizada em uma vila kit net, tendo a guarnição procedido com a abordagem do mesmo, porém, ele largou a bicicleta em que estava e tentou empreender fuga, só que os policiais conseguiram segurar o elemento e o conduzir para a seccional.

Ainda de acordo com o Major Emmett, questionado sobre a autoria dos crimes imputados ao menor infrator, a autoridade policial afirmou que o acusado confessou a prática dos crimes de estupros, afirmando que a princípio fez somente uma vítima e depois confessou mais uma.

O menor chegou a informar que uma das vítimas foi abordada num estabelecimento de nome “Minhocão”, localizado no Bairro Cidade Jardim, tendo ameaçado a vítima com uma arma de fogo e levando o aparelho celular, para que a mulher não ligasse para a polícia naquele momento para falar do estupro.

Sangue frio

Até mesmo os profissionais de imprensa que praticamente todos os dias fazem matérias sobre vários casos na Seccional de Polícia Civil de Parauapebas ficaram impressionados coma frieza do menor infrator.

“Acabei de sair de lá. Acompanhei a apresentação do criminoso. Um cara frio, confessou os cinco estupros em entrevista cedida à nossa reportagem, disse que tinha feito porque estava com vontade mesmo e que não pensou nas vítimas hora nenhuma”, relatou Natália Brito, repórter da REDETV Parauapebas.

Veja o momento em que o menor infrator pede desculpas às vítimas

Publicidade

Veja
Também