Distrito Industrial de Parauapebas é alvo de interesse de várias empresas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Com o emprego em alta e um grande plano de investimentos públicos a caminho, Parauapebas tende a registrar, neste ano, uma grande procura de empresários pelo Distrito Industrial do município. “O espaço que temos hoje vai ficar pequeno para tudo o que vai acontecer este ano no distrito”, prevê o secretário municipal de Desenvolvimento, Edmar Milhomem.

Neste ano, sete empresas já manifestaram interesse em se instalar no polo, sendo que um oitavo empreendimento está de “malas e cuias” preparadas para aportar na cidade, depois de receber a concessão do título do terreno. É a Semerc, fábrica de móveis de aço para hospitais – a única do sul e sudeste do Pará.


A empresa vai gerar mais de 130 empregos diretos e indiretos, pois também fabrica outros produtos de metal e trabalha com montagem industrial, serviço de usinagem, tornearia e solda. O proprietário Márcio Viana informa que a Semerc ainda faz montagem de central de distribuição de oxigênio hospitalar e a prestação de serviços de engenharia.

Para tornar o Distrito Industrial mais atraente, desde 2019 a prefeitura conta com o apoio técnico da Companhia de Desenvolvimento Econômico do Pará (Codec), responsável pelo plano de trabalho que começou a ser executado nas áreas de infraestrutura e logística para garantir, inclusive, segurança jurídica às empresas.

“O Distrito Industrial já recebeu várias melhorias da prefeitura, como o asfaltamento da área, instalação de internet, energia, cercamento e agora vamos partir para garantir o pleno fornecimento e abastecimento de água naquela área”, informa Edmar Milhomem.

Além disso, acrescenta o secretário de Desenvolvimento, a frente do distrito será revitalizada, com seguranças na portaria e instalação de portões eletrônicos, para maior controle da entrada e saída de veículos. Outra preocupação é com a manutenção constante da área, a fim de manter o local limpo e organizado.

Outra providência tomada pela Seden foi conversar com uma rede de combustível para instalação de um posto às proximidades do polo. “Nós precisamos pensar em tudo, do menor ao maior detalhe, para convencer as empresas de que vale a pena se instalar em Parauapebas”, diz Milhomem.

0

Publicidade

veja também