Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Dois gerentes do Carimbó da Sorte são presos pela Polícia Federal

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Dois gerentes da empresa ‘Carimbó da Sorte’ foram presos, na manhã desta quarta-feira (12), durante a ‘Operação Trevo’, da Polícia Federal no Pará. A ação combate crimes financeiros em empresas que trabalham com títulos de capitalização. A operação também acontece em 13 estados do país. De acordo com a Polícia Federal, o prejuízo aos cofres públicos, segundo as investigações, pode alcançar o valro de R$ 1 bilhão em três anos de atuação dessas empresas.

Os presos são Mário Carvalho de Souza Milhomen e Claudio Henrique Albuquerque, ambos pernambucanos, e que atuavam como gerentes do ‘Carimbó da Sorte’. Segundo as investigações, os dois foram enviados pela matriz da empresa Promobem, situada em Recife, que possui empresas que vendem títulos de capitalização em 13 estados brasileiros. No Pará, a Promobem funciona com o nome fantasia de ‘Carimbó da Sorte’.


O delegado Uálame Fialho explicou a fraude durante coletiva à imprensa paraense na manhã de hoje. ‘Quando o cliente comprava o título, já estava ciente de que o valor que iria resgatar seria doado para uma empresa de preservação do meio ambiente. Só que ele não era doado porque a empresa não existia e o dinheiro não era repassado. Isso já configura o crime’, explicou. Assim como em todo título de capitalização, o dinheiro investido deve ser resgatado ou, em alguns casos, doado a instituições de caridade. Diante do crime, a Justiça de Pernambuco mandou suspender a venda dos títulos da empresa Promobem em todo país. O prejuízo causado pela sonegação fiscal foi avaliado em R$ 1 bilhão.

Ainda segundo o delegado outros três mandados de busca e apreensão foram cumpridos como parte da operação no Pará, sendo um deles na sede da empresa ‘Carimbó da Sorte’, na Avenida Almirante Tamandaré, e os demais na casa dos presos.

A empresa Carimbó da Sorte informou que está ciente das investigações e ainda hoje deve se pronunciar sobre o fato.

Reportagem e foto: ORM News

Publicidade

Veja
Também