Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Durante entrevista coletiva, Marcelo Catalão conta detalhes de visita à embaixada da China

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

O que Parauapebas e a China podem ter em comum? O presidente do Sindicado dos Produtores Rurais de Parauapebas (Siproduz) Marcelo Catalão, reuniu profissionais de imprensa e durante uma entrevista coletiva na última quinta-feira (13), mostrou que há muito mais do que possamos imaginar.

Com o apoio do Ministério da Pesca através do Ministro Helder Barbalho, Marcelo Catalão deu início ao que pode ser um grande pacto rumo ao desenvolvimento de Parauapebas e região.


Perguntado pelos jornalistas sobre o que tem em comum entre Parauapebas e a China, Marcelo Catalão foi categórico e disse: “De um lado temos Parauapebas que experimentou um imenso crescimento em seus poucos anos de sua existência, mostrando suas potencialidades para se tornar um futuro polo de grande desenvolvimento, para muito além da produção de matérias primas através de nossas riquezas minerais, porém o crescimento não veio ainda acompanhado do desenvolvimento que nossa cidade e região necessitam e merecem desfrutar. Do outro lado temos a China, um dos maiores países do mundo, não apenas pela sua dimensão geográfica, mas também por sua grande importância no cenário internacional no que tange ao seu acelerado crescimento e desenvolvimento, Parauapebas e a China são a prova concreta de que o trabalho em prol do crescimento pode trazer desenvolvimento, riqueza, prosperidade aos nossos povos”, relatou Catalão.

Em sua recente visita à Embaixada da República Popular da China em Brasília, representando o Siproduz, Marcelo Catalão foi recebido pelo Ministro WANG WEI, na oportunidade ele pôde conhecer e avaliar as muitas possibilidades existentes em futuras parcerias com empresas e organizações chinesas.

Ainda que pareça uma conversa preliminar, essa visita representa o início de um grande projeto que visa por Parauapebas em sua verdadeira vocação, ser um gigante da economia e grande promotora de desenvolvimento, tanto por suas riquezas, quanto pela produção de tecnologias, de inovadoras e revolucionárias formas de produção, que é no mundo atual um dos principais instrumentos de promoção da prosperidade em muitos países desenvolvidos.

Durante a entrevista coletiva, Marcelo Catalão disse acreditar que esta primeira visita abre um caminho para a concretização de grandes parcerias, investimentos em pesquisa, produção e novas tecnologias que possam conjuntamente promover a geração de empregos, ampliar as possibilidades para a população, jovens e suas famílias, acreditando num futuro que prospecta muito mais do que exploração de recursos minerais.

Na oportunidade, Marcelo Catalão afirmou que esse tipo de ação política é fundamental para trazer investimentos em todos os níveis e finalmente colocar Parauapebas no caminho certo “e que amplie os horizontes de oportunidades para toda nossa gente”, disse ele.

“Essa reunião é uma ponte que foi criada, o caminho para percorrê-la depende de ações fortes e concretas, de uma mente focada na necessidade de se acreditar no futuro sem abrir mão das tradições e das conquistas já realizadas por nosso povo. Ao longo dessa visita à potência oriental, acreditamos que é preciso muito trabalho e um olhar modernizante. Estes esforços serão devidamente recompensados por meio de políticas que promovam a geração de um futuro promissor e rico. Hoje criamos uma ponte, cabe a nós e ao nosso povo, percorrê-la com sabedoria e competência para que possamos ser uma grande potência regional num futuro bem próximo, se quisermos, é o que seremos”, finalizou Marcelo Catalão.

Durante a visita à Embaixada Chinesa, o Presidente do Siproduz protocolou uma carta que visa buscar novas alternativas e desenvolvimento para Parauapebas e região através de parcerias com a China.

A entrevista coletiva que foi realizada no Tatersal do Parque de Exposições Lázaro de Deus Vieira Neto contou ainda com a participação do atual presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Parauapebas (CDL), Marksan Gomes, que na oportunidade recebeu com muita empolgação as notícias trazidas por Marcelo Catalão em prol do desenvolvimento de Parauapebas. “Estamos felizes com essa reunião com um importante representante da China e a nossa entidade está de braços abertos para ajudar o Siproduz e o Marcelo Catalão nesta empreitada em prol de Parauapebas e região”, enfatizou Marksan.

Fotos: Bariloche Silva / Da Redação do Portal Pebinha de Açúcar

Publicidade

Veja
Também