Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Durante venda de casa, bandidos roubam quase R$ 20 mil

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Durante a manhã desta terça-feira (19), o que era para se concretizar em uma venda de imóvel, acabou terminando em mais um triste episódio de criminalidade que está cada vez mais comum em Parauapebas, principalmente no Bairro Cidade Jardim.

Era por volta das 10h20 da última terça-feira (19) quando Antônio Josias de Oliveira Filho se encontrava na Avenida “H”, Quadra 76, Lote 24, Bairro Cidade Jardim, mostrando uma residência para Gláucia Guerra e Edith Guerra, que tinham interesse em comprar o imóvel, quando dois meliantes em uma motocicleta Titan vermelha de placa OBW-9003 deram voz de assalto.


De acordo com informações repassadas à Polícia Civil, por meio de Boletim de Ocorrência (B.O), o piloto da motocicleta foi descrito com estatura média, pardo, magro e usava camiseta preta de mangas longas e bermuda, sendo que portava uma arma de fogo e anunciou o assalto, tomando inicialmente um aparelho celular, carteira com cartões de bancos e uma quantia de R$ 2 mil de Antônio Josias.

Gláucia Pereira Guerra teve levada pelos meliantes a quantia de R$ 800,00, sendo que ainda foi agredida verbalmente com palavras de baixo calão, quando os elementos viram que a vítima portava um telefone Iphone, que não foi levado.

A outra vítima foi Edith Selma Pereira Guerra, que teve subtraído pelos bandidos um aparelho celular e uma quantia de aproximadamente R$ 11 mil.

Já de e Estevam Neres Gomes Júnior, os meliantes levaram um aparelho celular e uma quantia de R$ 500,00, sendo que Antônio Josias de Oliveira teve R$ 3 mil levados pelos criminosos que praticaram o assalto em plena luz do dia.

Em declarações prestadas à equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar, Gláucia Guerra que ficou em estado de choque e precisou ser medicada, afirmou que viveu momentos de terror. “Eu e minha mãe fomos ver a casa que tínhamos interesse comprar. Estávamos em cinco pessoas, sendo o corretor, dono da casa, filho do dono, eu e minha mãe. Vivemos momentos de terror em poder dos meliantes”, relatou Gláucia que finalizou dizendo que “o índice de criminalidade no Cidade Jardim está um absurdo e cada vez mais violento. Os bandidos passaram o tempo todo com a arma apontada para mim e outro rapaz. É necessário maior policiamento naquela região”.

Publicidade

Veja
Também