Edição comemorativa marca o retorno do Festival de cinema CurtaCarajás

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Um dos mais importantes festivais de cinema da região norte do Brasil está de volta, a nona edição do CurtaCarajás será realizada nos dias 9, 10 e 11 de dezembro, no Karajás Shopping, com exibição de filmes, oficinas e palestras sobre a produção audiovisual.

O evento cultural é gratuito e aberto ao público. A inscrição para as oficinas “Linguagem de cinema para produção de vídeos” e “Direção de fotografia” já estão abertas e devem ser feitas no site www.curtacarajas.com.br. Este ano, a prefeitura apoia o CurtaCarajás, por meio do Gabinete do Executivo e da Assessoria de Comunicação (Ascom).


“O governo tem feito grandes investimentos para o fortalecimento do turismo como alternativa à atividade extrativista minerária. Precisamos mostrar o nosso diferencial dentro da Amazônia e acredito que o melhor caminho para fazer isso seja com a produção audiovisual, valorizando nosso potencial turístico, saberes e nossa identidade cultural multifacetada”, afirma Vicente Reis, assessor de comunicação.

A estratégia da gestão municipal é contribuir com o festival para fomentar a produção audiovisual local, qualificando e incentivando profissionais que atuam no segmento e também os amantes da sétima arte a produzirem vídeos que mostrem as várias faces da beleza e do desenvolvimento de Parauapebas.

“O cinema também comunica e a gente quer muito falar sobre a nossa região de Carajás, as atrações que o nosso município tem e, nesse sentido, o cinema é uma ferramenta fundamental, especialmente em tempos de pandemia, que o vídeo conquistou mais espaço. Nesse contexto, a participação da Ascom no festival é muito importante. Faremos debates, reflexões e, principalmente, capacitação”, destaca Ivan Oliveira, diretor do CurtaCarajás.

Vídeos institucionais que mostram Parauapebas

Em setembro, a Ascom lançou o documentário inédito “Expedição Rio Parauapebas – Conhecer para Conservar”, que mostrou a realidade do rio que abastece a cidade e que deu o nome ao município. Com pouco mais de 25 minutos de duração, o vídeo informou e emocionou. O uso de técnicas cinematográficas contribuiu para isso.

“Temos mais de 70% do nosso território coberto pela Floresta Nacional de Carajás; temos plantas e animais que são encontrados somente aqui; comunidades que vivem do extrativismo, sem prejudicar a natureza; a maior mina a céu aberto do planeta. Esses são apenas alguns temas que podemos explorar na produção de vídeos que mostrem Parauapebas para o mundo”, afirma Vicente.

O assessor ainda afirmou que, a partir de 2022, a Ascom implantará um departamento, exclusivo, para produções audiovisuais. A proposta é fazer produções institucionais com uma pegada mais atraente e que estimule o público a visitar, conhecer e investir em Parauapebas. O lançamento do departamento será feito durante a programação do CurtaCarajás.

veja também