Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Edital do Concurso Público da Polícia Civil do Pará sai hoje (12)

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Está confirmado para hoje a publicação no Diário Oficial do Estado (DOE) do edital do concurso público da Polícia Civil. Estão sendo esperadas 650 vagas, sendo 150 para delegado, 300 para investigador, 180 para escrivão e 20 para papiloscopista. Os salários previstos para os cargos de investigador, escrivão e papiloscopista são de R$ 4.896; já para delegado, a remuneração inicial é de R$ 11.250.

 Para todas as carreiras será exigido curso de nível superior, com bacharelado em direito para delegado. De acordo com o Jornal dos Concursos, as taxas de inscrição devem custar R$ 110 (investigador, escrivão e papiloscopista) e R$ 140 (delegado).


O certame será organizado pela Fundação Carlos Augusto Bittencourt (Funcab) e as provas serão aplicadas em 4 municípios: Belém, Santarém, Marabá e Altamira. A primeira etapa das provas para investigador, escrivão e papiloscopista está prevista para o dia 28 de agosto. Já a prova para delegado deve ser feita em 4 de setembro.

O último concurso da Polícia Civil foi realizado em 2013, com 670 vagas ofertadas e 23.674 inscritos. Somente 388 foram preenchidas. Ainda de acordo com o Jornal dos Concursos, o efetivo atual da corporação da PC é de 2.694 servidores, sendo que 612 estão aptos para solicitar aposentadoria nos próximos meses.

FIQUE ATENTO!

650 vagas devem ser ofertadas no edital do concurso da Polícia Civil a ser publicado hoje, no Diário Oficial do Estado (DOE). Os salários variam de R$ 4.896 a R$ 11.250. Todos os cargos exigem nível superior.

Candidato deve ter bom preparo físico e estudar Direito

Uma dica importante para quem vai fazer a prova da Polícia Civil é atentar para o teste de aptidão física. A etapa é a terceira do processo seletivo, depois da prova objetiva e do exame médico, e pode eliminar o candidato.

Para os concurseiros, o primeiro passo é ler atentamente o edital e conhecer o tipo de prova que será realizado nesta etapa. Em geral, a prova de resistência inclui teste de corrida, flexão abdominal, pernas e braços com movimentos feitos repetidas vezes.

O candidato deve ser realista quanto ao seu atual estado físico para avaliar que tipo de preparo deve se submeter para não ser eliminado. “Se o candidato é do tipo ‘sarado’ que já gosta de malhar, basta manter o condicionamento físico. Mas, se o candidato é sedentário, deve procurar uma academia imediatamente”, diz o consultor em concurso público do DIÁRIO, Raimundo Castro.

Independente da etapa do certame, os candidatos devem correr com os estudos, já que existe pouco tempo até a data dos exames. Os formados em Direito poderão fazer apenas uma revisão do que já estudaram na faculdade. Já os candidatos de outras áreas precisarão reforçar os estudos em Direito, principal assunto cobrado, até a véspera da prova.

Reportagem: Leidemar Oliveira / DOL

Publicidade

Veja
Também