Single Posts
Confirmados
26.267
Single Posts
Recuperados
15.327
Single Posts
Óbitos
177

 Publicidade

Educação de Jovens e Adultos forma mais uma turma em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Dejanira do Carmo Barbosa tem 52 anos, nasceu e cresceu na roça, onde as muitas dificuldades a impediram de frequentar a escola. A luta pela sobrevivência era mais forte. O tempo passou, a maturidade chegou e Dejanira se convenceu de que nunca é tarde para aprender a ler e escrever.

“Vi no Cepeja a possibilidade de estudar, aprender nem que fosse um pouquinho, mas a vida preparou uma surpresa e hoje estou aqui, muito feliz em participar dessa festa tão bonita”, disse a animada Dejanira, que faz parte de um dos 60 jovens e adultos que concluíram o ensino fundamental por meio do Centro de Ensino Personalizado do 6º ao 9º Ano para Educação de Jovens e Adultos (Cepeja) neste primeiro semestre de 2017.


Dejanira participou da cerimônia de colação de grau da 15ª turma do Centro, que ocorreu na noite de ontem, 27, no plenarinho da Câmara Municipal de Parauapebas. A colação toda foi marcada por sentimento de alegria, vitória, de dever cumprido, estampados no rosto de cada formando, dos educadores, familiares e amigos. A cada entrega de certificado, muitos abraços, flashes dos registros fotográficos e aplausos da plateia.

Assim como Dejanira, os demais alunos do Cepeja veem nos estudos a possibilidade real de melhoria na qualidade de vida. É o caso do vigilante Arleilson Carvalho de Sousa. Ele, que afirma ser um estudante aplicado, concluiu os estudos em menos de um ano e meio e já está matriculado no ensino médio. “Eu preciso me qualificar. O mercado de trabalho está cada vez mais complicado. Assim que terminar o ensino médio, quero fazer logo um curso técnico e depois, quem sabe, até uma faculdade”.

O estudante, que faz planos para o futuro, garante que o formato de ensino ofertado pelo Cepeja possibilitou a retomada dos estudos. “No Cepeja, eu estudei de acordo com o tempo que tinha. Sempre fui muito bem tratado e me ofertaram palavras de incentivo e força, o que me ajudou a não desanimar e nem desistir”, reconheceu Arleilson.

A diretora do Centro, Elisângela Abreu, disse que a formatura é um momento de comemoração para todos porque os alunos provaram que, apesar de todas as dificuldades, é possível seguir adiante. “A grande maioria trabalha e tem pouco tempo para dedicar à aprendizagem, mas com esforço eles tornaram esse momento possível. Sem dúvida, essa é só uma das muitas conquistas que terão”, prevê Elisângela, informando que no Cepeja há uma equipe muito bem preparada e disposta a receber todos aqueles que têm interesse em estudar.

 

VITÓRIA

Raimundo Oliveira Neto, secretário municipal de Educação, participou da colação e entregou certificado a vários alunos. Em seu discurso, ele parabenizou os estudantes pela conquista, destacou a importância de dar continuidade aos estudos e relembrou que o Cepeja foi implantado em 2006, durante a sua primeira atuação à frente da Semed.

“Juntamente com a professora Nilza Coelho, implantamos dois projetos importantes voltados à educação de adultos. O projeto Alfabetizar Letrando, que alfabetizou mais de 80% dos servidores públicos municipais matriculados no programa em 2005. Ganhamos até o prêmio Ouro em educação pelos resultados obtidos. No ano seguinte, pensando em atender as pessoas que trabalhavam trocando turno e não tinham condições de frequentar o ensino regular, implantamos o Cepeja, que cresceu muito e atualmente já são dois, oportunizando muita gente a concluir o ensino fundamental”, pontuou Raimundo Neto.

O secretário ressaltou a importância da educação e aconselhou: “É preciso ter metas e se esforçar para alcançá-las. É pelo caminho da educação que nós vamos construir uma cultura diferente, uma sociedade que se respeita, com ética e novos valores. Por isso, estudem e acreditem na capacidade de vocês”.

O CENTRO

 A Semed atualmente conta com duas unidades do Cepeja: um localizado na avenida Castelo Branco, 65, Rio Verde, esquina com a Sol Poente, que atende alunos de cerca de 11 bairros (Rio Verde, Da Paz, Nova Vida, Beira Rio, Caetanópolis, Guanabara, Cidade Jardim, Cidade Nova, União, Nova Carajás, Amazônia etc), e o Cepeja Castro Alves, localizado na avenida Havana, quadra 29, lote 23, bairro Vila Rica, que atende alunos de mais de 15 bairros (complexo Altamira, bairros Tropical I e II, Minérios, entre outros).

Ambos os centros recebem novas matrículas o ano inteiro e oferecem ao aluno a oportunidade de concluir do 6º ao 9º ano entre seis meses e dois anos, por meio do modelo de ensino semipresencial, individual e especializado.

Texto: Messania Cardoso

Publicidade

Veja
Também