Eliene Soares denuncia suposto superfaturamento de shows em Parauapebas

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Mais uma vez a Prefeitura Municipal de Parauapebas foi alvo de críticas na Câmara Municipal de Parauapebas. Desta vez, o alvo foi a Secretaria Municipal de Cultura (SECULT).

Durante o “grande expediente”, onde os vereadores que se inscrevem tem o tempo máximo de 10 minutos para usarem a Tribuna da Casa de Leis para falarem sobre assuntos diversos, a vereadora Eliene Soares (PT) fez uma acusação séria.


De acordo com a petista, a Secretaria Municipal de Cultura de Parauapebas está usando basicamente todo o seu recurso disponível, para a contratação de possíveis shows superfaturados.

“Estive acompanhando recentemente algumas reuniões do Conselho de Cultura de Parauapebas, órgão que tem o poder de fiscalizar as contas da Secretaria Municipal de Cultura e infelizmente estamos observando que existem vários indícios de superfaturamentos de shows. Os shows que são contratados em Curionópolis por R$ 400 mil, aqui em Parauapebas são comercializados por mais de R$ 1 milhão”, exemplificou a vereadora Eliene Soares que afirmou na Tribuna que irá iniciar fiscalizações das verbas da SECULT.

Publicidade

veja também