Confirmados
27.650
Recuperados
18.995
Óbitos
190

 Publicidade

Em Canaã dos Carajás, sobrepreço na compra de testes rápidos vira denúncia no TCM

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Jeová Andrade – Prefeito de Canaã

Mesmo cotado em três empresas do estado do Tocantins, o preço unitário do teste rápido para diagnóstico do novo Coronavírus (Covid-19) apresenta indícios de superfaturamento; chegando “aos ouvidos” do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) através de denúncia qualificada como sobrepreço.

A empresa fornecedora dos 660 testes para a Prefeitura Municipal de Canaã dos Carajás é a Gregório e Machado Ltda., de nome fantasia HM Cirúrgica, apresentando, segundo a avaliação do cliente, o “melhor” preço unitário que é de R$ 227,00 (duzentos e vinte e sete reais) o perfaz um valor total de R$ 149.820,00 (cento e quarenta e nove mil, oitocentos e vinte reais).


O valor poderia ter sido menos oneroso aos cofres públicos se a aquisição tivesse sido feita a preços praticados por outros municípios paraenses como, por exemplo, Parauapebas onde o mesmo produto chegou 95% mais barato, a um preço unitário de R$ 130 (cento e trinta reais).
Marabá também apostou na economia adquirindo o mesmo teste por R$ 141,72 (cento e quarenta e um reais e setenta e dois centavos); Santarém comprou por R$ 150.

O gestor de Paragominas também pesou a mão ao comprar o teste rápido para diagnóstico do novo Coronavírus por R$ 171,33, porém, mais em conta do que Jeová Andrade, prefeito de Canaã dos Carajás.

Mas, ele não está sozinho nos sobrepreços, pois, o prefeito de Bragança comprou a R$ 185,00 (cento e oitenta e cinco reais). Preço mais alto praticou a prefeitura de Benevides, ao dispor R$ 197,34 (cento e noventa e sete reais e trinta e quatro centavos), sendo ultrapassado por Rurópolis, que comprou por R$ 212,00 (duzentos e doze reais).
Porém, nenhum deles pagou tão caro quanto Jeová Andrade (R$ 227,00), mesmo tendo comprado da mesma empresa (HM Cirúrgica) que forneceu à Prefeitura de Ourilândia do Norte, o mesmo produto, por R$ 180,00 (cento e oitenta reais).

Outro lado
A equipe de reportagens do Portal Pebinha de Açúcar entrou em contato com a Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Canaã dos Carajás, para que o órgão se manifestasse sobre o assunto, porém, até o fechamento desta matéria não obteve retorno.

Publicidade

Veja
Também