Em Marabá, matrículas para alunos novatos da rede pública seguem até o dia 14

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp

Nas escolas municipais de Marabá, a segunda-feira (03), foi movimentada, é que as matrículas para alunos novatos iniciaram e vão se estender até o dia 14 de janeiro.  As pré-matrículas estão sendo feitas de forma on-line, no site da prefeitura, no link da Semed-Educação, ou na própria escola para pessoas que estejam com dificuldades ou não tenham acesso à internet.

“Neste mesmo período, os pais que fizeram a matrícula on-line, deverão se dirigir às escolas que matricularam seus filhos e levar a documentação exigida para formalizar a matrícula. Ela só é formalizada na rede quando é entregue a documentação na escola”, enfatiza Fábio Rogério, diretor de ensino urbano da Semed.


Por outro lado, as escolas estão disponibilizando profissionais capacitados e preparados para apoiar os pais que não têm conectividade ou recurso tecnológico para efetuar a matrícula on-line. Foi assim que a escola João Anastácio de Queiroz, na Folha 16, garantiu a matrícula de vários alunos durante todo o dia.

“Como foi determinado pela Secretaria de Educação que a gente poderia acessar o site na escola, colocando um servidor da secretaria para atender os pais, responsáveis, alunos que não tivessem acesso à internet, e nós fizemos. Nós divulgamos essa informação nos nossos grupos de comunicação da comunidade e é o que tá acontecendo. Quem não consegue acessar o site, vem direto na escola. Estamos fazendo, é claro, sempre consultando o sistema, o site, porque temos de respeitar as vagas disponibilizadas”, esclarece a diretora Mariluce Leal.

Pedro Silva e a esposa Leila procuraram a escola para matricular o filho Henri Kainan, de 11 anos, e saíram de lá satisfeitos com os resultados. Ele vai estudar o 6º ano do ensino fundamental. “Não achei difícil não. Em me informei antecipadamente e vim direto na escola. Trouxe os documentos que eles pediram e não enfrentei dificuldades. Eu acho uma escola organizada, limpa, e era minha vontade de quando meu filho chegasse no 6º ano estudasse aqui”, ressalta o comerciante.

Aline Leticia de Souza garantiu a vaga da filha Kemely Horrana, de 11 anos, pela internet e depois da pré-matrícula, buscou a escola para confirmar o processo com a entrega da documentação exigida. Agora a filha dela já é aluna da rede municipal de ensino, no 6º ano, também da escola João Anastácio de Queiroz.  “De início foi complicado porque a internet estava caindo, mas depois consegui com sucesso. Meu filho já estuda aqui e já tinha dois anos que eu tentava trazer ela também pra cá. A escola é bem recomendada”, enfatiza.

Assim como fez a Leticia, após a pré-matrícula na internet, os familiares devem se dirigir a escola munidos dos seguintes documentos para confirmarem a matrícula.

a) Certidão de Nascimento/Casamento ou Carteira de Identidade e CPF (cópias legíveis conferidas com o original);

b) Histórico Escolar, Ressalva ou Declaração da última unidade de ensino em que estudou, constando a ano/ciclo para o qual o/a aluno/a está habilitado a cursar, ficando o documento original na escola, exceto para alunos ingressantes na Educação Infantil (creche e pré-escola) e/ou alunos ingressantes no 1º ano do Ensino Fundamental que não tenham cursado a Educação Infantil;

c) Cópia legível conferida com o original do Registro Geral (RG) e CPF do responsável legal, para alunos/as menores de 18(dezoito) anos;

d) Cópia conferida com o original do comprovante de residência atualizado;

e) Cópia da Carteira de Vacinação, conferida com o original, para alunos de Educação Infantil e do Ensino Fundamental de 1º ao 9º Ano;

f) 02 (duas) fotografias 3×4;

g) Cópia do Cartão do Programa Bolsa Família (quando beneficiário);

h) Cópia do Cartão SUS (Sistema Único de Saúde).

A previsão para o início das aulas é 24 de janeiro e a Semed já está trabalhando para recuperar os prejuízos provocados pela pandemia do coronavírus, tanto na aprendizagem dos alunos, quanto na baixa de matrículas. Além disso, os professores que retornarem às escolas dia 18 de janeiro participarão de uma jornada pedagógica de qualificação, para esse novo tempo de ensino e aprendizagem.

veja também